Esportes

Galinho aposta em laterais ofensivos na Copinha-2020

T_IMG_20191227_175246317_BURST003
Crédito: Reprodução/Internet
O Paulista terá cinco laterais – três no setor direito e dois na esquerda à sua disposição na disputa da Copa São Paulo de futebol júnior, a partir do próximo dia 3. Os destros da equipe são Weuller, Carlinhos e Beiro. Matheus e Caio são os canhotos escolhidos para integrar o elenco. E eles terão funções ofensivas e defensivas durante a disputa da Copinha. “Na base, a gente tem de ensiná-los a terem variações. E para mim é de acordo da situação que o jogo oferece. Quando o time for ofensivo, eles se tornam alas, e seguramos os volantes. Quando quisemos fazer linhas na defesa, a gente recompõe justamente com os laterais”, conta o técnico Thiago Fernando. “Hoje o legal no sub-20 é eles vivenciarem o que é a função de um lateral, de defender e também ser ala, fazendo um falso-ponta ou até um meio-campista”, completou o técnico. Mais experiente entre os jogadores da posição é Weuller. Ele defendeu o Galinho na última edição, só que jogando como meio-campista. Para ele, atuar como lateral tem diferença em relação ao meio. “No meio-campo a pessoa tem que ser inteligente e, na lateral, tem que apoiar e correr bastante”, conta o jogador de 19 anos. “Vamos chegar bem preparados para a Copinha. Já que me colocaram como lateral, espero dar conta de recado”, completa Weuller, que tem vínculo como amador com o clube até 14 de abril de 2020. Em média, um lateral corre mais de dez quilômetros por partida, sendo um dos mais exigidos na questão física. Weuller se sente preparado para aguentar a maratona, que é a primeira fase da Copinha, com a disputa de três confrontos em sete dias. “Trabalhei o ano todo a parte física e vou chegar bem parae fazer uma grande Copinha”, finaliza o jovem. De Birigui para Jundiaí Brigando por posição na direita, Carlinhos, de 17 anos, também pode atuar como zagueiro dentro da competição. Ele está ansioso em disputar a sua primeira Copinha. “Ansiedade é muito grande. É um peso gigante”, diz o jogador, que nasceu em Birigui. Na terra natal chegou a jogar no Bandeirante de Birigui entre os 5 e 14 anos, quando decidiu tentar a sorte mais perto da capital. Chegou ao Paulista no começo do ano, pela parceria da Fut Talentos com o clube na base. Disputou o Estadual sub-17 pelo Tricolor, participou de 17 jogos e marcou um gol. O atleta lamenta que a longa distância entre Jundiaí e Birigui faça seus pais acompanharem pouco seus jogos na Copa São Paulo. “Tomara que alguma partida seja transmitida na televisão, para que eles possam assistir”, diz o garoto, que entende as brincadeiras que sofre por ser natural de Birigui. “O pessoal diz que lá (Birigui) tem só terra”, confidencia o jogador, que tem vínculo como amador até 23 de março de 2020. Ainda na direita, o elenco tem Lucas Beiro, de 17 anos. Ele chegou ao clube em março deste ano e defendeu o Galo em sete partidas no Estadual sub-17. O jogador tem contrato como amador até 22 de março de 2020. Setor esquerdo Os dois canhotos da equipe são Matheus e Caio, com 18 e 17 anos, respectivamente. O provável titular é Matheus, que tem experiência em Copa São Paulo. Na edição de 2019 ele defendeu o Votuporanguense em três partidas. Ainda participou também do Estadual sub-20. Chegou ao Galo em setembro e tem vínculo como amador com o clube até setembro de 2020. Caio disputou o Estadual sub-17 pelo Galo em 2019, jogo nove partidas e marcou um gol. Tem contrato amador até 7 de fevereiro de 2020.

Notícias relevantes: