Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Honduras mescla jovens e veteranos

| 08/05/2014 | 09:17

A receita de Honduras para o Mundial do Brasil é a velha e conhecida mescla de jovens revelações com atletas mais experientes. A seleção estará na segunda Copa consecutiva e espera ter uma melhor sorte do que a anterior, quando não passou da primeira fase no grupo da campeã Espanha.

O técnico colombiano Luis Fernando Suárez, à frente da equipe desde março de 2011, iniciou um processo de crescimento que não se limitou à seleção principal. O técnico trabalhou com as categorias inferiores, levando o time olímpico às quartas de final em Londres-2012. Na última segunda-feira, Suárez divulgou a lista dos 23 convocados e a maior parte atua fora do país.

Seis dos convocados atuam no futebol britânico: Arnold Peralta (Glasgow Rangers, da Escócia), Emilio Izaguirre (Celtic, também escocês), Juan Carlos García e Roger Espinoza (ambos no Wigan Athletic, da Inglaterra), Wilson Palácios (Stoke City, da Inglaterra) e Maynor Figueroa (Hull City, também inglês). Já nos Estados Unidos militam outros quatro atletas: Víctor Bernárdez (San José Earthquakes), Oscar García (Houston Dynamo), Marvin Chávez (Colorado Rapids) e Jerry Bengtson (New England Revolution).

Dos clubes hondurenhos, quem mais cedeu atletas para a convocação é o Olimpia, com quatro convocados.  A esperança da equipe é o garoto Andy Najar, de 21 anos, titular do Anderlecht, da Bélgica.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/honduras-mescla-jovens-e-veteranos/
Desenvolvido por CIJUN