Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

“Idi, Hrvatska!” Croata radicado em Itupeva sonha com título da Copa ao lado dos netos

gustavo amorim | 15/07/2018 | 05:32

“Idi, Hrvatska!” Ou em bom português, “Vai Croácia”! Zlatko Bergl certamente prefere a primeira forma, que o faz sentir a emoção de lembrar de seu país natal. É com essa confiança e animação que, ao lado dos netos, o homem de 71 anos torcerá pelo primeiro título croata em uma Copa do Mundo, neste domingo (15), às 12h, contra a França. “Vou ser sincero, nunca pensei que pudéssemos chegar a uma final. Mas agora que estamos nela, tenho certeza que seremos campeões”, diz o avô coruja, que recebeu a reportagem vestido com a camisa quadriculada (veja no Instagram do JJ um vídeo com as crianças e o avô vibrando na torcida).

COPA DA RUSSIA 2018 FAMILA DA CROACIA ZLATKO BERGL

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Morador de Itupeva, Zlatko nasceu em Sisak, uma cidade a 50 km de Zagreb, hoje capital da Croácia, mas que na época fazia parte da Iugoslávia. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, fugiu com os pais e a irmã para Israel, onde estudou por cinco anos. Depois, veio para o Brasil ainda menino, com oito anos. “Meus pais podiam vir para o Brasil ou para o Canadá, mas vieram para cá. Ainda bem, se não eu não teria essa família que tenho hoje”, comemora, emocionado sobre a pátria que lhe acolheu.

O esporte sempre esteve no sangue da família Bergl. Seu pai foi jogador do Dínamo Zagreb, principal equipe do país e que revelou diversos jogadores da seleção que disputa este ano a glória total do futebol croata. Já no Brasil, Slatko jogou vôlei e basquete no clube Pinheiros, em São Paulo. Como chegou muito cedo no país. criou raízes brasileiras. É são-paulino e não esconde: “Em Copas, sempre torci para o Brasil”, conta.

E MAIS: CAMISA 9 DO PAULISTA, JONATHAN MATA SAUDADE DA CROÁCIA TORCENDO PELO PAÍS NA FINAL DA COPA

Brasil ou Croácia?
Se depender de Rafael e Duda, de 4 anos, Manoela e Sophia, de 6, a Croácia vai conquistar a Copa do Mundo. “A animação deles está maior pela Croácia do que pelo Brasil”, conta Zlatko. E esse sentimento é facilmente percebido em poucos minutos de convivência com as crianças, que fizeram questão de pintar o rosto com as cores da bandeira do país de origem do avô. Com o brilho nos olhos, ele dá seus pitacos sobre o que acontece dentro das quatro linhas: “A Croácia é um time em que os atletas jogam unidos, atacando e defendendo juntos, diferente do que vi na seleção brasileira”. Decepcionado com a amarelinha, ele conta: “O Brasil era referência. Agora está virando mais um”. Se depender de Slatko, é a Croácia que vai se tornar mais um. Mais um país no seleto clube de campeões do mundo.

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/idi-hrvatska-croata-radicado-em-itupeva-sonha-com-titulo-da-copa-ao-lado-dos-netos/
Desenvolvido por CIJUN