Esportes

‘Japonês de Jundiaí’ vira árbitro internacional no Judô


Foto: Arquivo pessoal
Crédito: Reprodução/Internet
O professor de judô Tomio Takayama, de 64 anos, japonês de nascimento e jundiaiense de coração desde 1962, recebeu na última sexta-feira (24) uma grande homenagem em seus mais de 48 anos como árbitro da modalidade. Ele foi galgado a juiz internacional da categoria FIJ-C, ou seja, pode trabalhar em competições sul-americanas. Segundo ele, que nasceu em Fukuoka e veio para o Brasil ainda garoto, é a primeira vez que Jundiaí tem um árbitro internacional. “Não esperava por este reconhecimento. Sou aspirante da FIG (Federação Internacional de Judô) há 11 anos e fiquei mais feliz porque fui homenageado ainda em vida”. Tomio coordena a Regional de Campinas da Federação Paulista de Judô há 19 anos. Não pode arbitrar em jogos olímpicos e campeonatos mundiais - que exigem outra classificação, a FIG-A -, mas trabalha atualmente em disputas estaduais e nacionais. “No dia 24, recebi o certificado e a gravata, que é símbolo da graduação, em cerimônia realizada em Lauro de Freitas, na Bahia, sede do Centro Pan-Americano de Judô. Aproveito para agradecer duas pessoas que foram importantes para eu ter recebido esta graduação: os diretores de arbitragem da Confederação Pan-Americana, Ovídio Garnero, e da Confederação Brasileira de Judô, Edson Minakawa”, completa o árbitro jundiaiense. [caption id="attachment_34917" align="aligncenter" width="799"]Foto: Arquivo pessoal Foto: Arquivo pessoal[/caption]

Notícias relevantes: