Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Marin terá que pagar sozinho R$ 500 mil para a Fifa e Conmebol

Fonte: Folhapress | 21/11/2018 | 09:01

O ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) José Maria Marin, 86, foi sentenciado a pagar sozinho US$ 137.532,60 mil (cerca de R$ 515 mil) e a dividir com outros condenados um total de US$ 2,14 milhões (R$ 7,3 milhões) pelos escândalos de corrupção conhecidos como Fifagate. A sentença foi publicada na noite desta terça-feira (20).

Do valor que pagará sozinho, US$ 19.532,60 (R$ 71 mil) serão devolvidos à Fifa como restituição por salários e benefícios -a entidade queria US$ 97.663 mil (R$ 365 mil). A Conmebol receberá US$ 118 mil (R$ 444 mil), também por salários e benefícios, ante US$ 590 mil (R$ 2 milhões) requeridos.

Com Juan Angél Napout, ex-presidente da Conmebol, Marin terá que dividir US$ 24.001,45 (R$ 90 mil) pelos gastos que a Fifa teve com a preparação de Stephanie Maennl para o julgamento do caso.

Os demais US$ 2 bilhões serão divididos por Marin, Napout e outros condenados até agora pelo esquema.

Esse dinheiro inclui restituição de US$ 40.444,49 à Fifa -a entidade pedia, no total, devolução de US$ 27,8 milhões por custos com advogados, processuais, com a investigação, entre outros.

A Concacaf terá US$ 264.549,60, além de US$ 1,4 milhão de devolução de gastos com a investigação, entre outros valores. A Conmebol receberá US$ 333.582,75 de restituição por despesas com a investigação.

A confederação dizia ter direito a US$ 85,4 milhões em restituição por perda de receita com as propinas pagas, mas a corte entendeu que não era o caso.

marim


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/marin-tera-que-pagar-sozinho-r-500-mil-para-a-fifa-e-conmebol/
Desenvolvido por CIJUN