Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Melhor temporada em seis anos no pedal

Thiago Batista | 20/10/2019 | 05:01

Fabiana Brandão há seis anos compete no ciclismo e o ano de 2019 vem sendo a melhor temporada pessoal. A conquista mais recente foi o título do Grande Prêmio Ravelli, no começo do mês. Na temporada, também conquistou uma medalha de prata nos Jogos Regionais, e os vice-campeonatos na Brasil Ride, The Rock e Big Biker, de Cunha. Os bons resultados são graças a sua dedicação e aprendizado.

“O atleta evolui se não parar de treinar, praticar. Assim, ele terá constante evolução e treinará melhor, além de pegar uma técnica melhor. E a experiência nas provas traz bons resultados”, conta a jovem.

No ciclismo, Brandão foca mais no mountain bike (MTB). Ela diz que a experiência em competir ajuda muito nos resultados que está obtendo. Sobre a conquista mais recente, o gosto é de triunfo. “Fiquei feliz por ser um título e na última prova fiquei contente em ser a primeira mulher a cruzar a linha de chegada”, diz a jovem de 35 anos. “É uma competição bem tradicional, que sempre muda o percurso a cada ano. E é um evento bem raiz, com as etapas com muitas subidas e muitos trechos técnicos”, completa.

Fabiana não vive apenas do ciclismo, onde ela compete de forma amadora. Durante a semana trabalha como veterinária anestesista. “Inclusive fiz pós-graduação no ano passado e venho estudando e investindo também nessa minha outra carreira”, afirma.

Ela tem seus afazeres de casa, especialmente com Pedro Henrique, seu filho, que tem nove anos. Com ele, procura dedicar atenção no período noturno. Tempo para realizar seus treinamentos diariamente para manter a performance nas competição é apenas pela manhã. E logo cedo – às 6 horas da manhã.

“Apesar de algumas pessoas brincarem que sou ciclista profissional, eu falo que sou amadora. E eu tenho que treinar cedo. E me incentiva muito. Às vezes, quando acordo dá uma preguiça, mas eu penso, se não for agora, não vou conseguir mais, e foco nos meus objetivos e nas próximas provas”, conta.

Para Brandão, o ciclismo é uma paixão. “Não faço nada obrigada. Nada contra minha vontade. O ciclismo trouxe muita coisa boa na minha vida e faço porque amo, me fez conhecer pessoas, que hoje são meus amigos”, lembra.

Medalha de prata nos Jogos Regionais deste ano, em Sorocaba, e ouro no mesmo evento no ano passado no mountain bike, a ciclista espera estar no pódio nos Jogos Abertos, que ocorrem em novembro, na cidade de Marília. “Projeto conquistar medalhas nos Jogos Abertos. Eles são mais concorridos que os Jogos Regionais. Mas ano passado nos (Jogos) Abertos eu consegui subir no pódio”, lembrando das duas pratas conquistadas na cidade de São Carlos.

Por enquanto, em Marília, ela estará competindo nas provas de MTB. “A gente está conversando com o nosso treinador (Edmilson de Souza Lima, o Deda) se a gente também estará participando das modalidades no asfalto, como a resistência”.
Mas o grande sonho de Brandão é no futuro competir na prova mais tradicional e desafiadora de mountain bike na Bahia, a Brasil Ride. “É uma prova tradicional, de sete dias seguidos, onde percorremos 600 km acumulados. A gente ouve os comentários e dizem que é um grande desafio na vida do ciclismo. É ir, participar, completar toda a prova e participar de uma experiência bem diferente. Estou me organizando e ver em qual ano estarei competindo neste evento”, projeta.

FABIANA BRANDAO
CICLISTA


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/esportes/melhor-temporada-em-seis-anos-no-pedal/
Desenvolvido por CIJUN