Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Paulista: Meia Tubarão supera marca de Neymar na Copa São Paulo

Thiago Batista | 08/01/2020 | 05:00

O meia-armador Kauã Moura Bernardo da Silva, o Tubarão, ao entrar em campo aos 41 minutos do segundo tempo, no empate por 0 a 0 com o Rio Claro, na primeira rodada, estava escrevendo seu nome na história da Copa São Paulo de futebol júnior. Ele se tornava o jogador mais jovem a atuar em uma partida da competição, superando uma marca de Neymar. E ficou lisonjeado com feito.

“Sensação muito incrível. Nunca tinha pensando isso, em jogar a Copa São Paulo com 15 anos de idade e me sinto agradecido”, disse o meia, que também joga como segundo atacante e se precisar como lateral-esquerdo.

Tubarão jogou a sua primeira partida na Copinha com 15 anos, 3 meses e 14 dias. A marca de 2008, pertencente a Neymar até sexta-feira (3), foi quando ele jogou com a camisa do Santos pela Copinha com 15 anos e 11 meses. E na sua segunda partida pelo torneio, na segunda-feira (6), quase fez um gol – chance salva pela zaga do Gama, que fez permanecer o placar de 1 a 1.

“Tive a chance e acabei chutando bem e o zagueiro veio tirando no carrinho”, descreveu o lance.Muito bem-visto pelos clubes onde passou, Tubarão sempre jogou uma categoria acima da sua idade. “Joguei na categoria acima a partir dos 11 anos, quando atuei no sub-13 pelo Mauaense. Ao completar 13 anos atuei no sub-17 do União Barbarense e este ano no Paulista continuei no sub-17 e com 15 anos estou agora no sub-20”, conta.

O jogador sonha em atuar na seleção brasileira e atuar no futebol europeu, só que não esquece suas raízes, pois aprendeu jogando no ‘terrão’ da periferia de Guaianazes, zona Leste de São Paulo. “Minha mãe, Leide, sempre me deu educação, mas eu ficava muito na rua, onde aprendi bastante. E somente saí de lá agora, para morar no alojamento do Paulista”, diz.
Foi também na infância que seu apelido surgiu. “Veio da rua, pois a gente tinha muita brincadeira, e os moleques colocavam apelido e pegava. Até hoje estou como Tubarão”, lembra.

Morando agora em Jundiaí, o meia sente algumas diferenças no convívio. “Eu sou acostumado com muito barulho e aqui é tudo muito quieto. Eu gosto da agitação da galera”, afirma o jovem.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/esportes/paulista-meia-tubarao-supera-marca-de-neymar-na-copa-sao-paulo/
Desenvolvido por CIJUN