Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Professores em greve cercam ônibus da seleção

| 27/05/2014 | 10:54

A presidente Dilma Rousseff havia dito no fim do mês passado, em conversa com editores de esporte de vários jornais do País, que as seleções que disputarão a Copa terão segurança máxima. “Ninguém vai encostar a mão nas delegações das seleções como fizeram com o ônibus da Itália na Copa das Confederações. A segurança vai ser total”, afirmou na ocasião. Mas não foi o que ocorreu logo na primeira oportunidade.

Na manhã de ontem, pelo menos uma centena de professores da rede pública do Rio, que estão em greve desde o dia 12 de maio, cercou o ônibus da seleção brasileira que saía de um hotel na zona norte do Rio, onde os jogadores se reuniram antes de iniciar o deslocamento à Granja Comary (que fica em Teresópolis, cidade na região serrana do Estado do Rio). Mesmo com forte aparato de segurança, que incluiu profissionais do Batalhão de Choque da Polícia Militar e da Polícia Federal (PF), dezenas de adesivos dos grevistas foram colados nas laterais do ônibus. Aos gritos de “Não vai ter Copa!”, alguns chegaram a dar tapas no veículo.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/professores-em-greve-cercam-onibus-da-selecao/
Desenvolvido por CIJUN