Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Santos e Flamengo ficam no 0 a 0

| 26/05/2014 | 00:38

A cada dia que passa, o técnico do Santos, Oswaldo de Oliveira parece dar mais razões a seus críticos. No domingo, o Peixe fez mais uma partida ruim, desta vez no estádio do Morumbi, em São Paulo, como mandante, foi dominado pelo defensivo time do Flamengo e, por sorte, saiu com um empate em 0 a 0 pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

O time carioca ainda vai reclamar de um pênalti não marcado no primeiro tempo e lamentar o gol incrível que Paulinho perdeu aos 47 do segundo. Para piorar, Cícero, um dos principais jogadores do Santos na temporada, não deve mais defender o clube.

Antes do jogo de domingo, ele se reuniu com a diretoria e manifestou desejo de não fazer a sétima partida pelo time alvinegro (diante do Mengão), o que impossibilitaria uma transferência para outra equipe da Série A do Brasileirão. O Fluminense é o favorito para contar com o atleta, que já defendeu o tricolor entre 2007 e 2008 e foi vice-campeão da Copa Libertadores.

O Peixe está há três jogos sem vencer e, com oito pontos, a equipe é a 12ª do Brasileirão. Geuvânio ainda foi expulso e está suspenso para pegar o Bahia, nesta quinta-feira, em Feira de Santana. O Flamengo, por sua vez, está há quatro jogos sem vencer. Apesar da escalação defensiva, foi melhor que o Santos e soma seis pontos – é o 15º apenas.

Na quinta, joga de novo no Morumbi como mandante, mas diante do Figueirense. O jogo deste domingo foi disputado sob temperatura baixa, que atrapalhou a presença de público. Só pouco mais de 7 mil pessoas pagaram ingresso. O alvinegro da Vila Belmiro atuou também sem Mena, Gabriel, Thiago Ribeiro e Leandro Damião, por isso Oswaldo de Oliveira teve que se virar com o que sobrou.

Escalou Lucas Lima no meio e um ataque com três garotos: Victor Andrade, Geuvânio e Stéfano Yuri. Do outro lado, estava o Flamengo com três volantes e apenas um armador. Quando o ataque do Flamengo funcionou, Paulinho lançou e Negueba errou feio o voleio. O atacante, que passou desapercebido pelo Morumbi na temporada passada, era o mais perigoso em campo.

Até os 22, ainda arriscou um chute de longe e cruzou uma bola para Everton, sozinho, mandar para fora. Enquanto o Santos sentia muito a falta de Cícero, o Flamengo lamentava não abrir o placar. Aos 30 minutos, Léo Moura foi lançado na área, matou no peito e foi claramente derrubado por Victor Andrade.

O árbitro baiano Jailson Macedo Freitas não marcou pênalti. Depois, aos 39, Luiz Antônio ainda mandaria uma bola no travessão, em um chute de fora da área que resvalou na zaga e enganou Aranha. No segundo tempo, o Santos melhorou e tentou marcar, mas foi o time rubro-negro que teve a melhor chance da partida: aos 47 minutos, Paulinho perdeu um gol incrível, na pequena área, com Aranha totalmente batido.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/santos-e-flamengo-ficam-no-0-a-0/
Desenvolvido por CIJUN