Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Tecnologia ajuda a França a bater a Austrália: 2 a 1

DAS AGÊNCIAS | 16/06/2018 | 21:27

A vitória da França sobre a Austrália por 2 a 1, ontem em Kazan, entrou para a história das Copas do Mundo: pela primeira vez em Mundiais o árbitro de vídeo (VAR) foi utilizado para tomar uma decisão. A nova tecnologia confirmou um pênalti em Antoine Griezmann, da seleção francesa, aos 13’ do 2º tempo, convertido pelo artilheiro. O duelo foi válido pelo grupo C.

Griezmann recebeu lançamento de Pogba pela esquerda e entrou na área da Austrália. Ridson deu um carrinho perigoso e o francês pediu pênalti. O árbitro uruguaio Andres Cunha não marcou em um primeiro momento, mas decidiu consultar o VAR e assinalou a infração.

A Austrália empatou aos 17’ após um lance bizarro. O zagueiro Umtiti, do Barcelona, pulou para cabecear, mas subiu com os braços erguidos e tocou a mão na bola. Depois de alguns segundos de hesitação, o árbitro marcou pênalti, mas não ficou claro se recebeu auxílio do VAR. Jedinak fez o gol dos australianos.

Aos 35’, um outro recurso já conhecido foi utilizado. Pogba tabelou com Giroud e chutou forte. A bola pegou um efeito estranho, bateu no travessão e entrou por muito pouco. O árbitro, com ajuda do relógio inteligente, que recebe as informações de um chip instalado na bola, marcou o gol corretamente.

Os “Bleus” não foram bem neste sábado como muitos esperavam, mas somaram os três pontos. França e Austrália voltam a campo, na segunda rodada do grupo C da Copa da Rússia, na quinta-feira (21): a campeã da Copa de 1998 enfrentará o Peru às 9h (de Brasília), em Ekaterimburgo, enquanto a Austrália, com mais pressão pela derrota na estreia, medirá forças com a Dinamarca, ao meio-dia em Samara. Novas derrotas peruanas e australianas classificarão as duas seleções da Europa às oitavas de final do Mundial de 2018.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/tecnologia-ajuda-a-franca-a-bater-a-australia-2-a-1/
Desenvolvido por CIJUN