Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vereadores propõem mais R$ 350 mi de incentivo municipal ao Itaquerão

Da Folhapress . redacao@jj.com.br | 13/12/2017 | 12:08

Vereadores de São Paulo preveem que o orçamento de 2018 da prefeitura contemple a emissão de R$ 350 milhões de CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento) para auxiliar o Corinthians a pagar o Itaquerão. A emenda de plenário foi apresentada pelo vereador Eduardo Tuma (PSDB) e aprovada em primeira votação. O assunto deve ser analisado pelos vereadores novamente até o final desta semana. Se for aprovado pela segunda vez, entra no orçamento do município e vai para a análise do prefeito João Doria.

A emenda será debatida entre os líderes das bancadas. A proposta é que o dinheiro saia do refinanciamento do serviço da dívida pública, que são os juros de tudo o que a cidade deve. “Inicialmente, estavam previstos R$ 40 milhões. Mas apresentamos emenda para mais R$ 310 milhões para o desenvolvimento da região”, afirma Tuma.

A proposta desagradou à Secretaria de Finanças da Prefeitura de São Paulo, que deve vetar o aumento no incentivo ao Corinthians.
A sugestão da emenda partiu do conselheiro Romeu Tuma Júnior, que é primo do vereador e candidato à presidência do Corinthians. Em reunião no conselho deliberativo na noite desta terça (12), o atual presidente, Roberto de Andrade, avisou aos demais conselheiros da medida.

“Isso vai nos ajudar a pagar o estádio”, afirmou.

CIDs funcionam como um incentivo fiscal para a obra. São títulos dados pela prefeitura que podem ser vendidos no mercado pelo fundo criado para a construção do estádio. Eles são utilizados pelas empresas compradoras para o pagamento de impostos municipais, como IPTU e ISS.

No projeto de construção da Arena do Corinthians, a prefeitura emitiu R$ 420 milhões em CIDs. Em julho de 2011, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou o substitutivo ao projeto de lei 288/2011, que concedeu o benefício para o estádio em razão da abertura da Copa do Mundo de 2014.

Com a atualização monetária prevista no projeto de lei, os CIDs valem atualmente cerca de R$ 490 milhões.
Essa alteração na lei foi uma das pré-condições para que a Fifa aprovasse a Arena Corinthians como palco da abertura do Mundial de 2014.

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse a pessoas próximas que o clube arrecadou até agora R$ 47 milhões com os certificados. Andrés Sanchez, ex-presidente e administrador da arena, estima valores semelhantes e diz que há entre R$ 460 e R$ 470 milhões ainda a serem vendidos.
Se a emenda do vereador Eduardo Tuma for aprovada, o valor total de emissão de CIDs autorizados pela prefeitura de São Paulo chegaria a R$ 840 milhões (considerados os juros).
Em julho do ano passado, somadas a obra do estádio e os juros, o valor da construção estava em R$ 1,64 bilhão.
O Corinthians e a Arena Fundo de Investimento, que administra o dinheiro que será usado para pagar a construção, não divulgam os dados atuais. Conselheiros da oposição no clube consideram que o número pode ter chegado a R$ 2 bilhões.


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/esportes/vereadores-propoem-mais-r-350-mi-de-incentivo-municipal-ao-itaquerao/
Desenvolvido por CIJUN