Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vettel conhece instituto de Senna e reforça idolatria

folhapress | 17/11/2019 | 11:15

Ayrton Senna é tratado como grande ídolo de uma geração de pilotos. No atual grid de Fórmula 1, talvez Lewis Hamilton é quem demonstre mais a admiração pelo tricampeão. Entretanto, neste GP Brasil de homenagens, Sebastian Vettel, da Ferrari, fez questão de reforçar a própria idolatria pela lenda brasileira do automobilismo.

Fora a exibição de uma pulseira alusiva ao capacete histórico de Senna, conforme a reportagem mostrou na sexta-feira (15), o tetracampeão mundial de Fórmula 1 usou a semana no Brasil para conhecer a estrutura do Instituto Ayrton Senna.

“Foi muito legal ver o que fazem para ajudar, especialmente as crianças. É incrível o trabalho aqui no Brasil. É legal ver este tipo de ação em todos os países, ver pessoas investindo e fazendo esforço por um futuro melhor”, comentou o alemão.

Vettel tem Michael Schumacher como o grande espelho de competidor. Entretanto, nesta semana, procurou ressaltar Senna desde a chegada em Interlagos. Na quinta (14), no primeiro encontro com a imprensa, exaltou o nome do brasileiro.

Depois da classificação deste sábado (16), Vettel novamente se rendeu à história de Senna. Não são poucas as homenagens neste GP Brasil, desde uma mensagem no S de “obrigado” até o cerimonial de amanhã, com uma exibição da McLaren usada pelo lendário brasileiro em 1988.

“Como corredor, ele significa muito para todos nós, não só para a F1, mas para todo o mundo”, destacou ao exibir a pulseira de Senna, pouco depois de deixar a pista com o segundo melhor tempo no treino de classificação.

O alemão da Ferrari larga na primeira fila, apenas atrás de Max Verstappen, da Red Bull ficou com a pole position. Lewis Hamilton, quem mais ressaltava Senna até então, larga em terceiro.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/esportes/vettel-conhece-instituto-de-senna-e-reforca-idolatria/
Desenvolvido por CIJUN