Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Voltar a brilhar, como na Copa de 1990

| 08/05/2014 | 09:00

A seleção de Camarões sonha em repetir no Mundial do Brasil a surpresa que aprontou em 1990: chegar o mais longe possível em uma Copa do Mundo. Há 24 anos, os “Leões Indomáveis” foram vencendo até as quartas de final na Copa da Itália. Somente caíram diante da Inglaterra em um jogo memorável, em que perdiam por 1 a 0, viraram para 2 a 1, mas acabaram derrotados por 3 a 2.

Técnica e força física sempre foram os pontos fortes dos camaroneses, que deixaram de brilhar em Copas pela falta de obediência tática. Nas Eliminatórias para o Brasil-2014, a equipe africana caiu em uma chave das mais equilibradas do continente, com Líbia, República Democrática do Congo e Togo. Superou o primeiro desafio com a ajuda dos três pontos obtidos devido à escalação irregular de um jogador de Togo.

No fim das contas, Camarões classificou-se ao derrotar a Líbia por 1 a 0 na última rodada, terminando com 13 pontos em seis partidas. Na fase de “mata-mata”, teve de encarar a Tunísia. Um empate sem gols como visitante e a vitória por 4 a 1 em casa deixaram a equipe comandada pelo alemão Volker Finke confiante por um bom desempenho agora na Copa.

O treinador prega a união e o espírito de equipe para tentar se classificar no Grupo A, mas despista, afirmando que os “Leões” são os azarões da chave. Individualmente, os camaroneses destacam-se. Se jogarem coletivamente, podem brigar.


Link original: https://www.jj.com.br/esportes/voltar-a-brilhar-como-na-copa-de-1990/
Desenvolvido por CIJUN