Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Agostinho da Silva

| 01/06/2014 | 00:05

De quando em quando volto à fonte da filosofia para saciar a sede com algumas gotas do saber, esse veneno-remédio que tanto serve para aliviar as dores da ignorância quanto para nutrir nossos pensamentos acerca do mundo em que viemos nas suas mais diversas dimensões e contrariedades.

Atualmente tenho dedicado o tempo livre que desfruto entre os diversos compromissos e afazeres a algumas leituras, e, dentre elas, as referentes a Agostinho da Silva. Agostinho da Silva (1906-1994) foi um grande filósofo português do século 20. Defensor da liberdade e da criatividade individual promoveu o diálogo aberto com todas as pessoas, exibindo durante a sua vida uma sabedoria clara e simples.

Com isso desmantelou os dogmas e certezas das sociedades, num processo de construção da liberdade, para que cada homem possa se realizar sem opressão ou submissão de qualquer ordem. Nas palavras de Paulo Neves da Silva, licenciado em Matemáticas Aplicadas e apaixonado pela leitura, que se dedicou à pesquisa e recolha de excertos, textos e poemas do filósofo, e organizou do livro Citações e Pensamentos de Agostinho da Silva, ele “construiu um sonho que continua a ser possível por via da não negação convincente de todos os que se lhe tentaram opor.”


Link original: https://www.jj.com.br/estilo/agostinho-da-silva/
Desenvolvido por CIJUN