Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Chi chi chi le le le!

| 29/06/2014 | 00:15

Não sei se você está sorrindo ou chorando. Só sei que ontem teve o jogo eliminatório entre Brasil e Chile. Quem deu adeus à competição?! “Whatever”. O fato é que o Chile, além de ser aguerrido no futebol, também esbanja categoria no mundo do vinho. Vamos conferir:

HISTÓRIA – As vinhas chegaram ao Chile no século 16 levadas por invasores Espanhóis, mas foi só no século 19 que o País realmente despertou com a invasão da cultura francesa e fundou a indústria de vinhos de qualidade.

Desde 1989 as mudanças políticas no país abriram as portas para o investimento estrangeiro e o mercado para a exportação do vinho chileno sofreu um verdadeiro boom, ocupando hoje a décima colocação entre os maiores produtores do mundo.

CLIMA – Do ponto de vista geográfico, o Chile é um isolamento por excelência, decorrente dos Andes a leste, do Pacífico a oeste, do deserto do Atacama ao norte e do gelo da Antártica do Sul, o que garante aos vinhedos uma segurança total contra pragas, como a filoxera. Assim, as videiras crescem sobre suas próprias raízes, sem necessidade de enxertias sobre as de uvas americanas, mais resistentes. Eles são realmente privilegiados!

O Chile tem clima mediterrâneo e boa amplitude térmica, ou seja, com dias a fio de luz solar ininterrupta, clima quente e seco, e noites com queda de temperatura brutal. As videiras adoram tudo isso, produzindo excelentes frutos para futuros grandes vinhos.


Link original: https://www.jj.com.br/estilo/chi-chi-chi-le-le-le/
Desenvolvido por CIJUN