Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cinderela ou Gata Borralheira?

| 01/06/2014 | 00:05

PARA LER E PENSAR
“Não se mata a fome com um bolo pintado”. (provérbio chinês).

Os antigos chineses, na sua sabeoria milenar, diziam as verdades de forma simples e direta. É claro que não se mata a fome com um bolo pintado, isto é, não se mata a fome com palavras, promessas, discursos políticos. O que mata a fome é a ação.

Para matar a fome (de pão, de cultura, de conhecimento, de honestidade) é preciso agir diretamente no problema. Arregaçar as mangas e fazer acontecer, e não brincar de fazer de conta. Um bolo pintado, assim como uma pessoa pintada, é apenas um faz de conta, uma ilusão, um engano. Mas quanta gente neste país apenas se pinta de administrador, de governante, de autoridade…  

VOCÊ SABIA?
Todo mundo conhece a história da Cinderela, não é mesmo?  Mas sabem por que ela tem esse nome? Bem, para entender isso, vamos lembrar que a palavra cinzas, em inglês, é cinder. Acontece que a Cinderela era uma moça que, quando terminava de fazer todos os serviços domésticos, sentava-se num canto, sobre as cinzas da chaminé, para descansar e também se aquecer um pouco; aliás, como faziam os gatos nas casas antigas.

Pois foi exatamente por isso que ela recebeu esse nome. Como ficava sobre as cinzas (cinder) passou a ser chamada de Cinderela. Em português, as cinzas de um braseiro são chamadas de borralho. Por isso, em nossa língua, a jovem da história é conhecida também como Gata Borralheira, como se fosse uma gatinha que gostasse de ficar sobre as cinzas para se aquecer.

Douglas Tufano é autor de livros didáticos de português e professor de redação. Acesse o site www.jj.com.br para ler as colunas anteriores e www.douglastufano.com.br para saber mais sobre o trabalho do autor.


Link original: https://www.jj.com.br/estilo/cinderela-ou-gata-borralheira/
Desenvolvido por CIJUN