Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Frustrações e resiliência

| 22/06/2014 | 00:00

Vez em quando me pego sendo dura com os adolescentes que tenho em casa: do tipo, fez conta extra, pague.  Não estudou, estude mais. Não arrumou o quarto, arrume. Vai sair, avise aonde vai e a que horas vai chegar. Deixe o celular ligado… essas coisas que deveriam fazer parte do papel de mãe-educadora mas que, infelizmente, têm sido deixadas de lado por grande parte da população.

Esta história de achar o filho um coitadinho irresponsável não vai levar a nada. Mães irresponsáveis geram filhos irresponsáveis. E, olha que, mesmo sendo linha-dura, não há nenhuma garantia de que tudo vai dar certo. As chances são maiores, acredito. Quando ainda era repórter, passei um dia numa clínica de recuperação de jovens dependentes químicos de 12 a 16 anos, em Cotia, mantida pelo governo do Estado.

Meu filho tinha esta idade e tive de me controlar para não chorar ao ouvir os relatos de meninos de 12 e 14 anos com a vida destroçada pela droga. Em comum, a liberdade exagerada, os pais que deixavam tudo e a falta de responsabilidade. Eles tinham uma tristeza profunda na alma, um desejo de recomeçar, mas não se sabia como. Alguns já tinham depressão e esquizofrenia instaladas pelo uso de drogas e bebidas.


Link original: https://www.jj.com.br/estilo/frustracoes-e-resiliencia/
Desenvolvido por CIJUN