Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Selfie, selfie meu

| 22/06/2014 | 00:00

A moda do selfie na internet não é novidade, porque o hábito de ficar se fotografando é antigo. Autorretrato em que a pessoa pode utilizar desde uma câmera digital, webcam ou smartphone para tirar a própria foto, de grupo de amigos ou de uma celebridade, com o intuito de compartilhá-la em uma rede social, o selfie ganhou outra modalidade: a que acontece logo depois da prática sexual (selfie pós–sexo).

Casais na cama, cabelos desgrenhados, lençóis amarrotados e expressões maliciosas compõe o cenário libidinoso. Com as novas tecnologias somadas às redes sociais, o selfie torna-se um modismo da contemporaneidade. A questão principal é que em dias em que uma imagem vale mais que mil palavras, se mostrar e aparecer enaltece a vaidade das pessoas.

A necessidade de compartilhar fotos de si em situações rotineiras, nas férias de pernas ao vento tendo a piscina de fundo, no trabalho ou de maneira inusitada, como no banheiro de casa ou depois de ter tido relações sexuais é um convite à vida da pessoa, mas também, a busca pela popularidade. As pessoas colecionam “likes” e isso possui efeito prazeroso. Assim é o hábito de tirar fotos das refeições, dos pratos.


Link original: https://www.jj.com.br/estilo/selfie-selfie-meu/
Desenvolvido por CIJUN