Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Um pouco mais de Mistral!

| 18/05/2014 | 00:05

Na semana passada falamos sobre um dos mais importantes eventos realizados no Brasil sobre vinhos, o Encontro Mistral. Explanamos e abordamos a respeito de grandes personalidades presentes. Mas eu não podia deixar de fora alguns nomes que são dignos de destaque, vamos ver:

ALEJANDRO VIGIL
Enólogo chefe da Catena Zapata, e de Adrianna Catena, filha mais nova de Nicolás Catena, que dispensa maiores considerações. Alejandro selecionou parcelas específicas que pudessem dar origem a vinhos com uma personalidade distinta dos talhados já elaborados pela Catena Zapata. São tintos potentes, cheios de personalidade e cortes de uvas distintas. Seu projeto é chamado de El Enemigo e o seu primeiro vinho, o Malbec, foi apontado como “outstanding” por Robert Parker. Realmente fantásticos os vinhos da linha EL ENEMIGO e o Alejandro é uma simpatia!

PESQUERA
Alejandro Fernandez foi o segundo grande pioneiro da Ribeira del Duero, depois de Vega Sicilia. Na década de 1970, seu cultuado Pesquera causou sensação na Espanha por tratar-se do primeiro tinto produzido na “Ribera del Duero”. Pesquera chegou a ser descrito por Parker como “o Château Pétrus da Espanha”, merecendo as máximas 5 estrelas do crítico americano. Todos os vinhos de Alejandro, valendo citar, da linha PESQUERA, EL VÍNCULO e CONDADO DE HAZA são de “tomar de joelhos”! Alejandro Fernandez é considerado o ‘Rei da Tempranillo’. Sensacional! 

DAUMAS GASSAC
Considerado “o único Grand Cru do Midi” por Hugh Johnson e chamado de o “Lafite-Rothschild do Languedoc- Roussillon” pela revista Gault&Millau, Daumas Gassac é uma vinícola admirada em todo o mundo. Seu terroir privilegiado conta com um solo bastante parecido com o de Médoc, em Bordeaux, oferecendo condições ideais para produzir grandes vinhos, de longuíssima guarda.

BOLLINGER
Verdadeira lenda do vinho francês, a Maison Bollinger é um dos grandes nomes de Champagne. Fundada em 1829, é uma das poucas casas indicadas como um dos “Melhores Domaines do Mundo”. Bollinger é o champagne bebido por James Bond nos filmes do 007 e recentemente recebeu do governo francês o título de “Entreprise du Patrimoine Vivant”, por sua dedicação na elaboração de vinhos artesanais de inigualável categoria – é a primeira casa de Champagne a receber tal reconhecimento.  Estava sendo servido um champagne safrado 2002 – negócio de louco!

DOPFF & FILS
A família Dopff dedica-se ao vinho desde o século 17, na bela cidade medieval de Riquewihr, onde um decreto de 1574 já proibia a produção de qualquer vinho que não fosse de alta qualidade. Trata-se de um dos maiores, mais reputados e tradicionais nomes da Alsácia. Seus vinhos reúnem elegância e tipicidade, e seus crus estão entre os melhores da região. Foi a inventora do famoso “Crémant d‘Alsace”, o tradicional espumante alsaciano, elaborado pelo método champenoise, além de ter criado as típicas, finas e alongadas garrafas em que os vinhos da região são hoje vendidos, a garrafa alsaciana.

NIEPOORT e QUINTA DO VALE MEÃO
Dois produtores dos chamados DOURO BOYS. Dirk Niepoort é um dos enólogos mais inventivos de Portugal, uma celebridade no universo do vinho. Ele pertence à quinta geração da família holandesa que está no comando da Casa Niepoort desde a sua fundação, em 1842. Já o Quinta do Vale Meão é nada menos do que um dos tintos portugueses mais reverenciados e que acabou recebendo o sugestivo apelido de “Barca Nova”.

SYMINGTON
Família de origem britânica, é o maior proprietário de vinhedos na exuberante região do Douro. Lapida seus vinhos com cuidado artesanal impecável, ao qual poucos podem se dar ao luxo. Há cinco gerações, os Symington elaboram vinhos do Porto cultuados em todo mundo, além dos tintos que dispensam apresentações, quais sejam, o Quinta do Vesúvio e o todo poderoso CHRYSEYA.

El Enemigo Malbec 2009
Produtor: ALEJANDRO VIGIL
Região: MENDOZA – ARGENTINA
Uva: Malbec 89% petit verdot 11%
Grad. Alcoólica: 14,4%
NOTAS DE DEGUSTAÇÃO: mais novo “cult wine” da Argentina, El Enemigo é talhado para ser um dos mais ricos e cativantes vinhos em seu estilo. Ele é elaborado com uvas especialmente selecionadas da casta Malbec, cortadas com um sofisticado “perfume” e potência da variedade Petit Verdot. “Profundo, saboroso e repleto de camadas” na opinião de Robert Parker, é um vinho de grande personalidade, que já nasce como um dos mais disputados do Novo Mundo. Excelente!
IMPORTADORA: MISTRAL
ONDE ENCONTRAR: PIRANA 


Link original: https://www.jj.com.br/estilo/um-pouco-mais-de-mistral/
Desenvolvido por CIJUN