Hype

Tipos de parto: Afinal, qual é a diferença entre parto vaginal, parto cesárea e o parto humanizado?


Arquivo Pessoal
Karayna Gil Fernandes
Crédito: Arquivo Pessoal

Nos últimos anos tem se falado muito sobre parto humanizado, como se ele fosse uma nova modalidade de parto, o que não é verdade. Na realidade só existem dois tipos de parto: o parto vaginal e o parto cesárea. O parto vaginal, por sua vez, pode ser realizado com o auxílio do fórceps ou do vácuo, sendo então denominado de parto instrumentalizado.

Mas e o parto humanizado? O que seria?
Bem, o parto humanizado está relacionado ao tipo de assistência prestada à parturiente e ao recém-nascido, ele é um conjunto de práticas realizadas durante o trabalho de parto e parto, independente de sua via. Nesse tipo de atendimento as decisões são compartilhadas entre a equipe que está assistindo ao parto (obstetra, pediatra, enfermeira obstetra, fisioterapeuta e a doula), e a gestante e seu acompanhante.

O parto humanizado busca práticas menos invasivas e mais acolhedoras ao binômio mãe e bebê; busca procedimentos mais naturais.

Todo parto vaginal é humanizado?
Infelizmente não. No Brasil, em cerca de um em cada quatro partos ocorre algum tipo de violência obstétrica. Podendo configurar desde uma limitação da parturiente ao leito, até a realização de procedimentos sem o consentimento da gestante.

Mas sim, o parto vaginal pode ser humanizado, e por isso a importância de toda gestante conhecer sobre o processo e saber o que acontece durante o parto, para assim poder fazer suas escolhas da melhor maneira.

O parto cesárea pode ser humanizado?
A resposta é sim. Apesar de muitas pessoas imaginarem o contrário, podemos manter um ambiente favorável, com baixa luminosidade, temperatura da sala adequada, ambiente calmo, com musica ambiente escolhida pela paciente, com os campos baixos no momento do nascimento (se assim a paciente desejar), o que permite que a mãe e o acompanhante vejam o momento do nascimento, e em seguida o bebê seja colocado no contato direto pele a pele com a mamãe, valorizando muito a Golden Hour - A Hora de Ouro, que é tão importante para o bebê.

Quais as vantagens de um parto humanizado?
Para a mamãe, o apoio emocional, o ambiente acolhedor, uma equipe respeitosa e eficiente trarão uma percepção positiva sobre o parto. Sem intervenções desnecessárias e seguindo as evidências, o risco de complicações diminui e a recuperação será bem mais rápida e tranquila.

Para o recém-nascido, diante de um parto com menos intervenções, menos medicações, menos stress, o risco de complicações é reduzido. Chegar ao mundo em um ambiente calmo, harmonioso, promoverá um vínculo mãe bebe muito mais precoce e saudável.

Por Karayna Gil Fernandes, ginecologista, obstetra e professora da Faculdade de Medicina de Jundiaí


Notícias relevantes: