Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Fazendas e tradições remetem ao passado

| 15/09/2014 | 00:03

Entrar pelas ruas de terra do bairro do Pinhal ou do Tijuco Preto é acessar o passado, ou melhor, a tradição de mais de 100 anos de história. Os bairros guardam relíquias da época do Brasil colonial, que são representadas não apenas em algumas construções preservadas nas antigas fazendas, mas também na maneira como se faz o bom e velho cafezinho, a cachaça – um dos destaques da cidade -, e também do vinho artesanal. O mais interessante é que quem mora na região diz não abrir mão da tranquilidade e da vontade de fazer amigos.

Assim é a aposentada Lordes Vicenze Ferrara, de 85 anos, que recebe os visitantes para conhecer e comprar seus produtos tipicamente artesanais. Queijos, doces, licor, macarrão, além de vinho e cachaça podem ser encontrados no espaço organizado por ela. Além de morangos, poncãs, laranjas, pêssegos, ameixas e uvas, e linguiça caseira. “Meu pai tinha aqui uma fazenda de café. Os anos foram se passando e tivemos que fazer outras coisas. Por aqui vivem pelo menos 13 famílias que ajudam a manter a fazenda e continuaram vivendo e trabalhando por aqui. O bairro é muito bom para viver e tranquilo. Quando vem alguém de fora fazemos questão de receber as pessoas que passam por aqui.”

A matriarca conta que a família escolheu Jarinu para viver, assim como seu avô, que no início do século chegou da Itália para trabalhar na terra e criar filhos e netos. Eles ainda conseguem manter uma criação de javalis e um alambique, que se abastece da plantação da cana de açúcar plantada na propriedade.

 


Link original: https://www.jj.com.br/jj-nos-bairros/fazendas-e-tradicoes-remetem-ao-passado/
Desenvolvido por CIJUN