Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Mudanças no trânsito geram problemas na Vila São José

| 13/05/2014 | 07:19
A Vila São José, à beira do do Centro de Várzea Paulista, se transforma em um polo comercial. Sem espaços novos na avenida Fernão Dias Paes Leme – principal na cidade – o bairro que está acima da grande via se tornou, há alguns anos, alternativa para receber novos comerciantes. Com a transformação do bairro residencial, vieram modificações no trânsito, o que preocupa moradores e congestiona ruas mal sinalizadas.

 

Os bairros ao lado da Vila São José, Jardim Itajaí e Satélite – onde o comércio ainda não chegou com tanta força – também sofrem com o trânsito desorganizado, já que suas principais ruas servem de rota alternativa ao congestionamento da avenida Fernão Dias Paes Leme em horários de pico. No caso do Jardim Itajaí, a rua Itariri, sem qualquer placa de limite de velocidade, é um perigo, dizem moradores. 

 

“Este é um bairro totalmente residencial, mas a minha rua está mais movimentada que a Fernão Dias. Caminhões passam em alta velocidade. A rua não tem estrutura para comportar. Moradores daqui não conseguem sair de casa”, frisa Agostinho Carlos de Oliveira, morador da Itariri. A sugestão de Agostinho e seus vizinhos é pela mudança de sentido da rua que, hoje, é também mão dupla. “O ideal seria que ela subisse”, pede o comerciante que mora há 24 anos no bairro.
Advogado, José Carlos Ferreira também pede melhorias no trânsito, já que na mesma rua Itariri, segundo ele, um dos lados é ocupado por carros estacionados. Não há sinalização e fiscalização sobre isso. “Quem vem de Jundiaí e vê a Fernão Dias parada, acessa a Itariri. O movimento é enorme nas manhãs e final de tarde”, afirma. No Jardim Satélite, a principal avenida do Pinheirinho possui mão dupla nos dois lados do córrego. Não há placas de limite de velocidade e muitos acidentes já aconteceram em uma ponte que recebe carros dos dois lados em uma única faixa. “Precisamos de lombada. Já vimos motos caírem no rio”, conta a moradora Lourdes Lima. 

 

Já na Vila São José, a rua Santa Inês é a que mais gera reclamações. Desde o fim do ano passado, o sentido da rua – que era único – mudou e carros sobem e descem por ela em três faixas apertadas. Além disso, em fins de semana, carros estacionam em um dos lados. “Antes tinha vaga. Agora, o pessoal não tem onde parar”, alerta o comerciante da rua, José Maria Bifani. Oscar Campos mora na Santa Inês e pede para que a rua volte a ser mão única. “Carros passam em alta velocidade.”

 

Prefeitura diz que avisou – Em relação aos problemas da rua Santa Inês, a Prefeitura de Várzea Paulista informa que a alteração da via foi divulgada na imprensa local e no site da prefeitura. A Secretaria de Trânsito diz também que não atendeu nenhum acidente na referida rua, caso tenha acontecido, não foi registrado boletim de ocorrência. Sobre as vagas de estacionamento, a pasta informa que elas existem de acordo com a possibilidade de utilização da via. A prefeitura afirma ainda que as vias no entorno da rua Santa Inês e da praça José Dias de Castro estão todas dentro da regulamentação com sinalização horizontal e vertical.

 

Já sobre o Jardim Satélite, a secretaria reconhece que a avenida do Pinheirinho precisa de obras para alteração do sentido de circulação da via e estas serão realizadas em breve. Segundo a pasta, a ponte estreita é sinalizada com placas de ´Pare´ nos dois sentidos de circulação e não é possível a implantação de lombada na avenida Pinheirinho, uma vez que o solo não permite essa estrutura. A secretaria diz ainda que a via é toda sinalizada com placas de trânsito conforme regulamentação. Sobre a rua Itariri, no Jardim Itajaí, a prefeitura informa que é proibido descer caminhões e ônibus pela via referida e que existe um trecho com placas regulamentando o estacionamento. Para a pasta, não existe a possibilidade de modificar a via para mão única de direção, pois é uma importante avenida de ligação entre os bairros.

Link original: https://www.jj.com.br/jj-nos-bairros/mudancas-no-transito-geram-problemas-na-vila-sao-jose/
Desenvolvido por CIJUN