Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Ratos e terrenos sujos são comuns

| 01/07/2014 | 00:00

Os problemas da região do Parque Internacional não fogem muito às questões de saneamento e limpeza pública. Também no Jardim Marchetti, moradores dizem viver uma ‘epidemia de ratos’. Comerciantes reclamam do mesmo problema. “São muitos ratos. O bairro é abandonado”, diz Hermínia Macedo Pereira, que trabalha em um mercadinho  na Estrada do Garcia.

“Há uma epidemia de ratos, esgoto sem manutenção, entulhos em terrenos. No quintal de casa, já encontrei cobra”, escreveu Edinalva Aparecida de Oliveira ao JJ nos Bairros. À medida que se sobe as ladeiras do Marchetti, os problemas parecem crescer. Ruas sem saídas, além de terrenos abandonados, estão sobre barrancos que podem deslizar.

A sorte, segundo moradores, vem da falta de chuva neste ano. “A estrutura da casa está cedendo. Na campanha, o prefeito disse que ia ajudar”, protesta o morador da rua Diamante, Leopoldo Tertuliano. Sua família vive com medo, já que no fim da rua, um terreno sem poda sustenta a casa.

No Parque Internacional, moradores da rua das Palmas também sofrem com os ‘bichos’ que entram nas casas, já que terrenos particulares ou públicos estão abandonados. “Nós mesmos limpamos quando conseguimos”, conta o morador Aguinaldo da Silva.

A prefeitura informou que faz a manutenção das áreas públicas – com roçadas, corte de mato e pequenos reparos – por meio da reativação da Frente de Trabalho, equipes da Secretaria de Serviços Urbanos. Em caso de terreno particular, a prefeitura envia cartas de advertência e aplicará multas se as áreas não forem limpas. Sobre os ratos, o diretor de Saúde, Omacir Bresaneli, diz que uma empresa contratada fará a desratização e desbaratização de 3.960 bueiros do município.


Link original: https://www.jj.com.br/jj-nos-bairros/ratos-e-terrenos-sujos-sao-comuns/
Desenvolvido por CIJUN