Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

UBS não tem remédios e greve piora a situação

| 10/06/2014 | 00:02

A região dos bairros Jardim Maria de Fátima e Jardim Continente depende do uso das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da Vila Marajó e da Vila Santa Terezinha para atendimento público em saúde. Segundo moradores, porém, os postinhos têm falta de medicamentos, demora no agendamento de exames e consultas. Com a greve dos servidores, os problemas se agravaram: usuários ficaram sem o serviço por mais de uma semana.  

“As UBSs estão fechadas. Não tenho precisado, mas há seis meses, pedi uma guia para marcar consulta no oftalmologista e até agora não tive retorno”, conta o morador do Jardim Maria de Fátima, José Lopes, hoje, aposentado. Segundo ele, faltam remédios nos postinhos. “Temos que comprar, ainda mais com eles em greve.” Ao JJ nos Bairros, moradores escreveram pedindo mais médicos também. 

Na Vila Tupi, na rua Arajá, funciona também o Centro de Referência da Mulher, vazio no dia da reportagem. 

 


Link original: https://www.jj.com.br/jj-nos-bairros/ubs-nao-tem-remedios-e-greve-piora-a-situacao/
Desenvolvido por CIJUN