Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Vielas abandonadas geram insegurança

| 27/05/2014 | 04:50

Presentes na Vila Popular, as vielas representam importantes pontos de acesso entre uma rua e outra, já que grande parte da região apresenta relevo acidentado. Mas andar por estes espaços assusta os principais interessados na utilização destes locais: os pedestres.

Sem iluminação pública e com mau cheiro causado por tubulações irregulares que mantêm ligações com residências, as vielas estão sendo evitadas por pessoas que antes passavam pelas vias. “Eu andava todo dia na viela da rua Maranhão, mas agora tenho medo de fazer este caminho quando saio do trabalho”, afirma uma jovem, de 22 anos, que não quis se identificar.

Moradora do bairro, ela diz que presenciou mais de uma vez usuários de drogas e traficantes nas vielas escuras da Vila Popular. “Se existe isso, também podem acontecer outros crimes, como assaltos e estupros”, salienta. Enquanto os problemas nos pontos não são solucionados, a prefeitura faz uma nova passagem na rua Araré, orçada em R$ 105 mil.

Soluções
Em nota, a Secretaria de Infraestrutura Urbana informa que alguns problemas das vielas são causados pela população, uma vez que as pessoas não colaboram com a limpeza e fazem descartes irregulares de resíduos, esgoto e águas pluviais. A prefeitura ainda afirma que realiza a fiscalização, orientando os moradores contra os costumes indevidos.

Recentemente, a secretaria enviou projeto à Câmara dos Vereadores para que seja feita a licitação de manutenções e instalação de iluminação pública. Dessa forma, a pasta acredita que será possível melhorar o atendimento de ocorrências nestes locais. Hoje, Várzea conta com 220 vielas. De acordo com a prefeitura, cada uma mantém característica própria, motivo que torna a manutenção dos pontos uma tarefa complexa.


Link original: https://www.jj.com.br/jj-nos-bairros/vielas-abandonadas-geram-inseguranca/
Desenvolvido por CIJUN