Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Coruja-das-torres enxerga cem vezes melhor

| 20/05/2014 | 17:42

Ave de porte médio, que pesa entre 250 a 700 gramas, a coruja-das-torres (Thito albas) consegue ver até cem vezes melhor que o olho humano e precisa de apenas 10% da luz que precisamos para distinguir um objeto do outro. Para exemplificar, no meio da noite, na escuridão, ela consegue, voando a 10 metros de altura, ver um bicho se movimentando no chão.

Suas cores variam entre o branco e o acinzentado no peito e parte interior das asas, passando pelo marrom e castanho claro nas costas e na parte exterior de cada asa. Apresenta pelo corpo todo finas manchas pretas. O bico em formato de gancho é muito bom para rasgar carne. Consegue girar o pescoço até 270 graus (se um humano conseguisse, seria o mesmo que virar o queixo para o ombro esquerdo e conseguir chegar até próximo do ombro direito, pelas costas!).

Seus ouvidos são assimétricos (não estão “alinhados”) e sua capacidade auditiva consegue diferenciar tempos diferentes dos sons que capta, localizando de onde vêm (geralmente de presas). Caça pequenas aves, répteis, roedores e anfíbios, além de insetos e aracnídeos.

Envergadura
A espécie mede de 20 a 35 centímetros de comprimento, e sua envergadura (a distância de uma ponta a outra das asas) chega a 1,10 m. Também é conhecida por coruja-da-igreja, coruja-branca, coruja-católica, suindara ou rasga-mortalha. Pode ser encontrada em todos os continentes, menos na Antártica.


Link original: https://www.jj.com.br/jotinha/coruja-das-torres-enxerga-cem-vezes-melhor/
Desenvolvido por CIJUN