Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Pelo macio nas alturas dos Andes

| 14/05/2014 | 17:21

A família dos Camelídeos reúne os asiáticos e africanos camelos e dromedários, e os sul-americanos lhama, vicunha, alpaca e guanaco. Vamos conhecer três dos bichos, desses que vivem em nossa América do Sul.

A turma americana pertence ao gênero chamado ‘Lama’ e tem corpo bem menor que a dos primos asiáticos. O corpo não tem giba (corcova) e a garupa é mais estreita que a dos camelos. 

A alpaca (Lama pacos) lembra um carneiro pela forma do corpo, embora tenha o pescoço mais longo. O pelo é comprido e sedoso, e os fios podem atingir até 12 centímetros. O bicho chega a 90 cm de altura. Gosta de pastar em regiões úmidas, nos altos platôs da Cordilheira dos Andes.

Animal gregário (que vive em grupo), reúne-se em grandes rebanhos. No Peru e na Bolívia, as alpacas são criadas para a produção de lã.

LHAMA
Lama glama é o nome científico da lhama, um camelídeo corpulento, que chega a pesar 140 kg, e mede até 1,20 m no garrote. A coloração da pelagem mostra-se muito variável, sendo

a coloração mais típica a castanho-avermelhada. Mas também há indivíduos brancos, pretos, manchados.

No Peru principalmente, a lhama é criada para o consumo de lã e carne.Bicho de carga, é usado para transporte na região andina. Ágil e muito forte, marcha com destreza em meio a trilhas estreitas e na beirada de desfiladeiros.

Uma das características da lhama é a cusparada que desfere nos desconhecidos que se aproximam demais. Funciona como um ‘aviso’ para o abelhudo não chegar ainda mais perto.

A vicunha (Vicugna vicugna) é um animal de tamanho intermediário entre a alpaca e a lhama e que, assim como eles, vive nas altas regiões da Cordilheira dos Andes, em países como o Peru, Chile, Bolívia e Argentina. Chega a medir 1,30 m de altura, e seu peso atinge até 40 quilos.


Link original: https://www.jj.com.br/jotinha/pelo-macio-nas-alturas-dos-andes/
Desenvolvido por CIJUN