Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

20% dos bebês que nascem no HU são prematuros

SIMONE DE OLIVEIRA | 15/11/2018 | 05:04

Entre 20% e 25% dos 350 partos mensais no Hospital Universitário (HU) são de prematuros, o que significa uma média de 87 nascimentos. Índice superior a média nacional, mas que se justifica pelo fato de o hospital ser referência para as seis cidades da Região para partos de alto risco. E foi por conta desses índices que a unidade resolveu fazer uma exposição para marcar o Dia Mundial da Prematuridade, celebrado neste sábado, 17 de novembro.

A exposição reúne fotos de alguns bebês prematuros nascidos no hospital, que passaram por tratamento na UTI Neonatal e receberam alta hospitalar. A ideia é mostrar aos pacientes e principalmente aos pais que é preciso acreditar na evolução do quadro do bebê prematuro. Segundo explica a pediatra neonatologia Aline Nunes Neves, é considerado prematuro o bebê que nasce com menos de 37 semanas de gestação. Pode ocorrer tanto em mulheres com idade mais avançada quanto nas mais jovens, mas tudo depende do histórico desta gestante.

“Mulheres hipertensas, diabéticas e com pressão alta são mais propensas a ter filhos prematuros, mas é importante que mãe e bebê recebam todo o tratamento e orientação possíveis. No caso das mais jovens sempre falamos que é uma gestação mais delicada porque o corpo desta menina ainda não está totalmente preparado para uma gestação”, comenta a médica.

Para as mães, saber que terá que entrar na sala de cirurgia bem antes do período previsto pelos médicos se torna um momento delicado e, muitas vezes, temeroso. Aos 27 anos, Andressa Desangiacomo de Souza Clini, que mora em Jundiaí, teve pressão alta durante a gravidez, o que resultou no nascimento prematura de sua bebê. Com apenas 27 semanas de gestação e 780 gramas, nasceu a pequena Agatha. “Eu achei que meu mundo ia cair. Estávamos esperando ela nascer em janeiro, mas como tive pressão alta, o parto foi antecipado para que ela não tivesse complicações ainda maiores”, conta a mãe.

Há 21 dias, Andressa e o marido, William, se revezam para visitar a filha e acompanhar sua evolução diária. “Nossa casa está pronta para recebê-la, mas os médicos ainda não nos deram uma posição de quando ela terá alta.” De acordo com a pediatra, um bebê está apto a sair da UTI Neonatal e ir para a casa quando tiver o peso em torno de 2 quilos e conseguir se alimentar via oral. Mas antes disto é feito todo um trabalho, desde manter a estabilidade clínica, adquirir controle térmico e passar pelo que chamam de contato “pele a pele” quando a criança começa a ficar no colo da mãe. “Temos sempre que acreditar que esta criança terá uma recuperação sadia e sem sequelas”, diz a médica.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/20-dos-bebes-que-nascem-no-hu-sao-prematuros/
Desenvolvido por CIJUN