Jundiaí

Visitação aos túmulos durante feriado é analisada

A avaliação leva em conta o grande número de pessoas que costuma visitar os túmulos no feriado


ARQUIVO JJ
A visitação dos familiares no feriado de finados está sendo estudada
Crédito: ARQUIVO JJ

A permissão para a visitação de familiares aos cemitérios municipais no dia de Finados, a ser comemorado no próximo dias 2, ainda está sob análise, segundo informações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus de Jundiaí. A avaliação leva em conta o grande número de pessoas que costuma visitar os túmulos no feriado.

Segundo a Fundação Municipal de Ação Social (Fumas), órgão responsável pela administração do Serviço Funerário Municipal (SFM), desde de o último dia 13 de outubro os cemitérios municipais estão autorizados a funcionar de forma parcial, com horários de funcionamento de segunda a sexta-feira das 7h às 17h, para que os visitantes mantenham a higienização das mãos. Foi instalado na entrada do local um totem de álcool em gel, seguindo as exigências do decreto municipal publicado em 9 de outubro.

A Fumas salienta que desde o início da flexibilização dos estabelecimentos na cidade, as práticas que possam gerar aglomerações vêm sendo evitadas em todos os espaços públicos, por isso ainda avalia a possibilidade de funcionamento dos cemitérios no Dia de Finados.

Em relação aos cemitérios particulares de Jundiaí, o Memorial Parque da Paz e o Parque dos Ipês, os mesmos aguardam orientações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus e da Fumas para definir se realizará a abertura dos espaços no feriado.

SEGURANÇA

No período em que os cemitérios municipais permaneceram fechados a segurança do local tem sido reforçada para evitar a prática de roubos de placas, portas e artigos de bronze das lápides, que possuem grande valor no mercado e frequentemente são roubadas com o objetivo de venda.

No mês de agosto, segundo relato da Fumas, houve a constatação de uma única invasão ao cemitério Nossa Senhora do Desterro, quando os invasores danificaram a cerca de proteção do cemitério, mas como há 11 mil sepulturas no local não foi possível identificar quais túmulos tiveram suas placas ou estruturas roubadas na ação ocorrida.

As famílias têm a responsabilidade de manter os jazigos em boas condições e verificaram anormalidades e furtos em seus jazigos durante visitas realizadas. A orientação é registrar um boletim de ocorrência registrando o crime.

Para evitar e amenizar os furtos, medidas de segurança têm sido implantadas nos cemitérios municipais, entre elas, a aplicação de uma barreira de segurança laminada, conhecida como concertina. As rondas feitas pela Guarda Municipal também foram ampliadas.

Mesmo com o retorno das visitas aos túmulos, os protocolos de higiene permanecem, em especial o uso de máscaras nas dependências dos cemitérios. O decreto também inclui a ampliação do número máximo de pessoas permitidas por sala de velório, passando de 10 para 15 pessoas em rodízio, ou 40% da capacidade máxima.


 


Notícias relevantes: