Jundiaí

Produção de geleias garante total aproveitamento da safra de frutas

Além da variedade de sabores provenientes de várias frutas, os doces preparados nos sítios ajudam aumentar a renda dos produtores


ARQUIVO PESSOAL
Elisabeth Giner viu nas geleias uma maneira de aproveitar as frutas
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Além da comercialização de frutas e verduras, muitos produtores rurais têm buscado novas formas de aproveitar a safra de suas frutas e ainda aprimorar a oferta de produtos para atrair novos clientes. Nesse ponto, apostar na produção caseira de geleias é uma forma de inovar e fazer com que o consumidor tenha em casa o sabor da fruta por muito mais tempo.

As produtoras rurais Sandra Maria Vendramin, de 52 anos, e Vera Lúcia Vendramin Antunes, de 56 anos, começaran a comercializar geleias com o objetivo de aproveitar a variedade de frutas cultivadas no sítio, localizado no bairro do Caxambu. "Temos uma grande variedade de cultivo de frutas, então surgiu a ideia de iniciar a produção das geleias e posteriormente virou algo comercial. Vendemos de 20 a 30 potes por mês, o que pode variar, porque no momento só temos ela disponível para venda em nosso sítio", explica Sandra.

Goiaba, banana com laranja, manga com maracujá, morango com maracujá, vinho, uva, uva niágara rosada, maçã com pimenta, pera ao vinho branco e amora são alguns dos sabores disponíveis para venda. "Atualmente o diferencial está no uso dos ingredientes. Usamos o açúcar demerara, que é uma qualidade menos processada, o limão no lugar do conservante e para ajudar a dar ponto da geleia usamos a pectina, da própria fruta, assim usamos menos açúcar. Além disso, deixamos pedaços da fruta o que a torno mais saborosa", completa Sandra.

Quem também aderiu à produção como forma de evitar a perca de frutas foi a produtora local Elizabeth Giner Pizzolante, de 66 anos. Após se aposentar, passou a dedicar seu tempo aos cuidados com o seu sítio, no bairro do Traviu, e para aproveitar a safra dos mais de 100 tipos de frutas que tem no local, iniciou a produção de geleias. "No início a confecção era para consumo próprio e familiar, mas com o passar do tempo e a produção excedente, começamos a colocar para degustação e venda junto com os vinhos de nossa adega", conta.

A produção artesanal e rústica de Elisabeth varia de acordo com a safra da colheita. Os sabores são hibisco, amora, pitanga, cereja, maracujá e composições especiais advindas através das misturas das frutas. "Eu uso o mínimo de açúcar orgânico na produção das geleias e a pectina que ajuda na composição gelatinosa do produto, que eu mesma faço com a parte branca do maracujá. Cada safra é uma geleia diferente", completa.

LUCRO

Os potes de geleia caseira das produtoras Sandra e Vera têm valor fixo de R$18 e, atualmente, são comercializados apenas no sítio da família. A ideia é expandir o produto e sua comercialização. "Muitas pessoas procuram a nossa geleia justamente pela forma que é produzida. É uma opção de geleia saudável, então estamos pensando em criar uma marca e disponibilizá-la em outros pontos de venda. Estamos sempre realizando cursos para ampliar o conhecimento acerca disso", ressalta Sandra.

Variando de R$7 a R$ 18 as geleias caseiras Elizabeth atendem várias necessidades, isso porque ela é disponibilizada em vários tamanhos. "Temos potes de 400g e de 500g. Às vezes as pessoas querem experimentar, então temos os potes menores. Acredito que se tivéssemos ela disponibilizada para venda em outros locais seria um sucesso, pois todos que provam gostam, mas a ideia é a produção artesanal do produto e também aproveitar a fruta", relata.

SERVIÇO

Para fazer contato com as produtoras e conferir mais sobre os produtos, acesse as redes sociais:

Sandra e Vera: @sitiovendramin

Elizabeth: @casadepizzo

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: