Jundiaí

Lojas de produtos para confeitarias já sentem aumento na demanda

Com a proximidade das festas de Natal, a procura por cursos na área de confeitaria tem aumentado, assim como os itens para a fabricação dos mesmos


ALEXANDRE MARTINS
Pittians Henrique da Silva adianta que os cursos presenciais retornaram
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Cursos no ramo da gastronomia sempre são boas opções para quem deseja uma fonte de renda extra através da venda dos produtos caseiros. Com a aproximação do Natal, confeiteiros começam aprimorar também seus conhecimentos para investir na produção de doces natalinos e até mesmo panetones. Com isso, as lojas especializadas têm sentido o aumento da demanda, tanto na aquisição dos itens quanto de cursos.

O coordenador de cursos da Casa do Confeiteiro, Pittians Henrique da Silva, de 36 anos, adianta que a procura por cursos e itens decorativos aumentaram significativamente após a pandemia e nesta onda aumentaram a oferta dos produtos. Os cursos presenciais também já foram retomados.

"Nós já trabalhávamos com este público em específico, mas notamos que o movimento aumentou tanto pela procura de itens de decoração referente as datas comemorativas, quanto pelos nossos cursos em geral. Embalagens, itens de mesa e os decorativos que remetem ao Natal já estão disponíveis em grande variedade, o que tem aquecido as vendas", explica Silva.

Silva relata ainda que o curso on-line foi adaptado para suprir essa demanda dos clientes na pandemia. O pacote com videoaulas, material didático e certificado podem ser adquiridos pelo site da loja. "Percebemos que as pessoas estão procurando mais por esses cursos com o objetivo de obter uma renda extra em casa e pelo sistema on-line tem sido o mais expressivo. A demanda tem sido pelos bolos de pote, pão de mel, trufas e doces natalinos e panetones", completa Silva.

A proprietária do Clube do Chocolate, Márcia Diniz, também está satisfeita com a procura pelos cursos, em especial as aulas para fazer panetone que este ano ganha novas versões. "O produto ganhou novos formatos e sabores. Houve diversificação acerca do mesmo produto, em especial os cursos suplementares de pão de mel e tortas."

Márcia ressalta que a procura pelos cursos tem sido recorrente seja no formado on-line, o qual foi repaginado ou do formato presencial onde as pessoas estão mais exigentes e querem ter um diferencial para produzir os seus produtos. "O cliente que vem até a loja não vem apenas para comprar um produto. Ele busca informações sobre técnicas e sobre os cursos. O pós-pandemia acentuou algumas mudanças que estavam previstas para acontecer no futuro e os cursos on-line de hoje são uma ferramenta essencial de integração com o cliente", completa.

EXPECTATIVA

A ideia central dos cursos é capacitar e ajudar as pessoas, oferecendo produtos para que os clientes possa sair da aula e já começar a produzir. Segundo Pittians Henrique, do ponto de vista econômico, a expectativa com as vendas para o Natal é positiva. "Esperamos recuperar o que perdemos em relação a oferta de cursos e vendas de produtos para a páscoa, período em que a pandemia chegou no país. A projeção para o fim do ano é investir para o final de ano e já de olho na Páscoa de 2021", espera.

Para Márcia Diniz a projeção do segmento comercial para o final do ano é positiva, mas exige cuidados relativos, principalmente no quesito abastecimentos de produtos. "Este ano, o Natal cai na sexta-feira, então será uma comemoração prolongada em quatro dias. Com isso, o consumo de produtos aumenta, do ponto de vista comercial é ótimo. Estamos aquecendo, mas já temos que já ir projetando formas de garantir o reabastecimento de mercadorias e variedade para os clientes", diz.

SERVIÇO

Casa do Confeiteiro:
@casadoconfeiteirooficial

Clube do Chocolate:
@clubedochocolate

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: