Jundiaí

Safra de uva será boa, mas aquém da expectativa


ARQUIVO JJ
João Bardi diz que a estiagem tirou a possibilidade de uma supersafra
Crédito: ARQUIVO JJ

Embora a expectativa para a safra da uva niagara, fruta amplamente produzida na área rural da cidade, fosse alta, o tempo seco e os longos períodos sem chuva fizeram com que a produção diminuísse este ano.

Mesmo estando aquém da expectativa dos produtores, a colheita deve ser maior que a do ano passado. Segundo o produtor João Bardi, esta seria uma 'supersafra'. "Não choveu na hora certa. Mesmo assim será bem melhor que o ano passado. Se tivesse chovido, a colheita seria melhor", diz ele sobre a safra que começa a ser colhida em dezembro e vai até março.

Também produtora de uva niagara em Jundiaí, Maria Lucia Schledorn vê o impacto da estiagem na produção, mas acha que sua colheita pode ser adiantada. "Eu costumo colher em dezembro, mas acredito que no próximo mês já vai dar para retirar a fruta do pé. Se não chover, vai ter menos. O cacho estava bonito, mas não cresceu tanto por causa da seca. Com muito calor o pé não aguenta, não tem força para crescer", diz ela sobre o clima do ano que, além da seca, foi quente.


Notícias relevantes: