Jundiaí

Motoristas pedem mais melhorias

De acordo com a categoria, houve mudanças por parte das empresas de aplicativo no cálculo da remuneração


COLABORAÇÃO/XORORÓ
A mobilização na avenida Luiz Latorre reuniu os motoristas da cidade
Crédito: COLABORAÇÃO/XORORÓ

Alguns motoristas de aplicativos interromperam as atividades em Jundiaí na manhã desta sexta-feira (30) para pedir melhorias quanto o cálculo de remuneração.

Segundo adiantou o presidente da Associação dos Motoristas de Aplicativos de Jundiaí, Jorge Adriano de Oliveira, houve mudanças por parte das empresas de aplicativo no cálculo da remuneração dos motoristas.

"Em algumas cidades, principalmente de São Paulo, houve uma mudança na forma como as operadoras fazem o cálculo de valor e reduziram entre 40% e 50% do que era pago por corrida. Isso afetou ainda mais os ganhos, que já são baixos. Antes, não aparecia o quanto o motorista ia ganhar no início da corrida. Tudo era calculado por minuto e quilometragem. Agora mostra o valor final e fica metade do que era pago antes no cálculo", explica.

Oliveira também diz que a mobilização foi grande, mas aconteceu apenas mesta sexta. Neste sábado não há previsão de paralisações. "Alguns grupos se reuniram e fizeram uma passeata. Não há como ter controle, mas a maioria dos motoristas desligou os aplicativos. De forma geral, será somente hoje (ontem) até porque muitos dependem da renda e não podem ficar parados", relata.

Ele enfatiza que a associação apoia o movimento, mas acredita que não traz um impacto necessário. "Incentivamos que os aplicativos sejam denunciados junto aos órgãos públicos. A gente indica que façam uma denúncia para que alguma providência seja tomada, de fato", conta ele, já que um dia de paralisação em um município não produz impactos significativos para as gigantes da tecnologia.

(Nathália Sousa)

 


Notícias relevantes: