Jundiaí

Procura por seguros residenciais cresce 11% nos últimos meses

SEGUROS Além da contratação de novas apólices residenciais, os serviços de assistência emergencial para pequenos reparos foram os mais solicitados


ALEXANDRE MARTINS
A empresária Camila Virillo afirma que requisitou mais os serviços nos últimos meses por estar em casa e buscar reparos, que antigamente seriam postergados
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

A procura por seguros residenciais aumentou expressivamente após a pandemia, chegando a 38% entre os meses de março a maio deste ano, segundo levantamento realizado pela corretora de seguros on-line Minuto Seguros. A procura não está relacionada apenas a novas contratações, mas também a utilização dos serviços de reparos emergenciais que as apólices oferecem.

Segundo explica o diretor de operações da corretora de seguros Gebram, Maureci Ferrite, em Jundiaí o aumento pela procura da contratação de seguros residenciais cresceu 11%, entre os meses de abril a setembro deste ano, se comparado ao mesmo período dos anos anteriores. Já em relação às pessoas que já possuíam os planos de seguros, cerca de 90% delas mantiveram suas apólices, dentro do mesmo período citado. "A procura por esses serviços ou a utilização deles está relacionada diretamente com o período em que as pessoas começaram a passar mais tempo em isolamento. Dessa forma, elas começam a analisar melhor o ambiente, suas necessidades e a se preocupar mais com seu imóvel", explica Ferrite.

Dentre os mais variados planos que cobrem incêndios, explosões, danos elétricos, danos naturais há também a cobertura de serviços de assistência e o diferencial está no preço acessível. "Os seguros residenciais são mais acessíveis do que os automotivos, por exemplo, a partir de R$ 250 já é possível ter um plano que atenda grandes emergências e pequenos reparos por 24 horas. O preço varia de acordo com a cobertura", completa Freitas.

Segundo Ferrite, os serviços mais procurados na pandemia foram danos elétricos, furtos qualificados, eletricistas para reparos em geral e chaveiros.

O corretor de seguros Dirceu da Rocha Bastos, de 73 anos, relata que quanto à procura por contratação de seguros residenciais não houve demanda expressiva, mas, houve um aumento de 10% a 15% pela procura de serviços assistenciais de pessoas que já tinham o seguro. "Em comparação com o começo do ano, de março a setembro, a procura por mão de obra para serviços de pequenos reparos foi maior, principalmente para conserto de máquinas de lavar roupas", diz Basttos.

Pequenos reparos

Quem confirma ter utilizado mais vezes os serviços do seguro este ano é a administradora Luciana Castilla, de 49 anos, que faz uso do seguro residencial há 10 anos. Ela conta que a assistência de pequenos reparos foi fundamental para solucionar emergências. "No começo do ano, eu tive que utilizar o seguro por conta de imprevistos maiores, sendo um incêndio na minha área de serviço e uma descarga elétrica advinda de um temporal que queimou vários equipamentos eletrônicos. Mas, após o início da quarentena, necessitei de um reparo em uma tomada e no encanamento da minha pia, serviços básicos que eu não lembrava que poderia acionar o seguro para me socorrer", diz Luciana.

A empresária Camila Bernucci Virillo, de 44 anos, possui seguro residencial há cerca de 7 anos. Ela conta que, nós últimos meses, requisitou mais os serviços de assistência do que nos anos anteriores. "Na pandemia, nós mudamos de um apartamento para uma casa e, com isso, alguns reparos foram necessários. Precisei agendar serviços para consertar as maçanetas e as tomadas. Como estamos mais em casa, os reparos são necessários, em outras épocas poderia levaria até um ano para agendar um conserto", diz Camila.

Bastos aponta que as pessoas se sentiram mais seguras contratando a mão de obra oferecida pelo seguro e por isso houve uma procura. "Estando dentro de casa 24 horas a necessidade de resolver problemas elétricos e hidráulicos, assim como outros, é maior. As pessoas não querem sair de casa para comprar peças de reposição e procurar profissionais para fazer esses serviços. E há vários planos de apólices que atendem as mais variadas necessidades", explica.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: