Jundiaí

Nas urnas, idosos exercem sua cidadania

EXPERIÊNCIA Mais de 300 mil jundiaienses foram às urnas neste domingo para eleger o prefeito


ALEXANDRE MARTINS
Maria de Lurdes Dias acompanha a filha Ana Luíza Malpaga nas votações
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Mesmo com voto facultativo, muitos idosos fizeram questão de contribuir com o seu voto durantes as eleições municipais deste domingo. Esse é o caso da enfermeira Ana Regina Borges Silva, de 61 anos. "Eu nasci em meio à Ditadura Militar e, por muito tempo, não tive o direito de votar. Sinto um misto de revolta e desaprovação em muita coisa relacionada à política, mas sei que cada voto faz a diferença e, por isso, faço questão de ir às urnas", declara Ana.

Ela compartilha ainda que não é a favor da divisão de horários específicos para a votação da terceira idade, como foi feito neste ano. "Sei que é facultativo, mas as pessoas têm que entender que não é todo idoso que acorda às 4 horas da manhã. São rotinas distintas e essa estipulação de horários nem sempre representa a realidade do idoso", pontua.

Por outro lado, alguns idosos já não precisam votar, mas nem por isso deixaram de acompanhar as eleições. Prova disso é a professora aposentada Maria de Lurdes Dias Malpaga, de 90 anos, que fez questão de acompanhar a filha Ana Luiza Malpaga, de 54 anos, nas urnas.

"Te digo que eu não falhei em sequer uma eleição. Sempre votei e tive meu posicionamento político claro, mas agora já não voto mais. Deixo para os mais jovens e sempre acompanho minha filha", conta dona Maria.

Ao lado da mãe, a também professora Ana, de 54 anos, acredita que a pandemia não é uma desculpa para deixar de exercer o voto. "Do uso de máscaras à manutenção do distanciamento social, já sabemos todos os cuidados que devemos tomar. Como minha mãe fez questão de me acompanhar mesmo sendo idosa, demos preferência para votar no período da manhã na expectativa de evitarmos filas e aglomerações. E deu certo", reitera Ana, alegando que seu voto já havia sido registrado.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: