Jundiaí

TRT de Jundiaí muda de prédio a partir de quarta


DIVULGAÇÃO
A instalação tem uma configuração que permite melhor distribuição
Crédito: DIVULGAÇÃO

O Fórum Trabalhista de Jundiaí (FT) ganha nesta quarta-feira (18) novas instalações. O prédio comercial fica
na avenida Carlos Salles Bloch, 56, no bairro Anhangabaú.

A cerimônia de inauguração deve contar com a presença da presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, desembargadora Gisela Rodrigues Magalhães de Araujo e Moraes, além de um público reduzido de autoridades locais, magistrados, advogados, servidores e convidados.

O prédio foi planejado para atender às necessidades do Fórum Trabalhista que será seu primeiro ocupante. Com área total de 3.680 m2 o edifício conta com oito pavimentos, além do térreo e do subsolo. A instalação atual é maior que a anterior e tem uma configuração que permite melhor distribuição das atividades do Fórum.

O Cejusc, por exemplo, ocupa todo o primeiro pavimento e a Divisão de Execução, o oitavo, que conta também com um miniauditório.

FUNÇÃO
A jurisdição do FT de Jundiaí abrange uma população estimada em 615.923 habitantes, espalhados por quatro municípios. Além de Jundiaí, com seus 423.006 moradores, a Justiça do Trabalho local atende ainda às cidades de Itupeva, Louveira e Vinhedo.

Criado em 1986, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região é o segundo maior tribunal trabalhista do país em estrutura e movimentação processual. Possui 153 varas do trabalho, sete postos avançados, 371 juízes e mais de 3 mil servidores. Na 2ª instância são seis turmas (divididas em 11 Câmaras), Seção Especializada em Dissídios Coletivos, três Seções Especializadas em Dissídios Individuais e o Órgão Especial.
Compete conciliar e julgar os conflitos oriundos das relações de trabalho, seja no âmbito individual ou
de abrangência coletiva. Uma marca do TRT da 15ª Região é a produção de jurisprudência firme e inovadora, sobretudo no campo do Direito Coletivo do Trabalho.

A jurisdição atinge 599 municípios paulistas, perfazendo 95% do território do estado, onde reside uma população superior a 22 milhões de pessoas, uma das maiores entre as 24 regiões em que está dividida a
Justiça do Trabalho do País.

PRODUTIVIDADE
Segundo dados da Coordenadoria de Pesquisa e Estatística do TRT-15, ingressaram na 1ª instância da 15ª em 2019, 250.688 ações na fase de conhecimento. Foram solucionadas 304.565, sendo 114.909
por meio da conciliação, o que corresponde a 37,73%.

A 1ª instância fechou o ano com 175.701 processos em tramitação na fase de conhecimento. Na 2ª instância, 169.621 processos foram recebidos e 162.677 solucionados, restando um saldo de 90.938 pendentes de julgamento. Quanto à fase de execução, o TRT-15 fechou o ano com 209.618 processos em tramitação.


Notícias relevantes: