Jundiaí

Licenciamento sobe 40% para quem não pagar até dia 14

LICENCIAMENTO Imposto e taxa pagos juntos, de forma adiantada, rendem um bom desconto, mas pesam


JORNAL DE JUNDIAÍ
Marcos Bernardos explica que o reajuste deste ano foi muito mais alto
Crédito: JORNAL DE JUNDIAÍ

Com o início do ano, as contas pesam mais para muitas pessoas e, para quem tem um veículo, além das despesas comuns também chega o momento de pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e a taxa de licenciamento. Ambos começaram a ser cobrados hoje (7), porém este ano o licenciamento sofreu reajuste de 40% para os veículos zero KM.

Este ano não haverá cobrança de taxa do seguro DPVAT, conforme decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP). O valor da taxa de licenciamento 2021 será de R$ 98,91 até o dia 14 para veículos novos e usados. A partir do dia 15/01, o valor de R$ 98,91 é mantido para veículos usados e, para veículos zero KM, passa a ser de R$ 131,80.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o desconto oferecido visa facilitar o pagamento do licenciamento junto com o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor) que poderá ser quitado em cota única, com desconto, ou parcelado, conforme vencimento definido pela Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo.

Despachantes consultados pelo JJ falam sobre as vantagens e desvantagens na hora de fazer o pagamento antecipado. O auxiliar de despachante Marcos Bernardos diz que o reajuste deste ano foi bastante alto para quem não paga adiantado. "O aumento que tem até o dia 14, de 5,36%, é mais ou menos igual aos aumentos de anos anteriores, mas, a partir desta data, foi absurdo, cerca de 40%. Tiraram o DPVAT porque disseram que tinha dinheiro no caixa, mas o valor é irrisório, cerca de R$ 5", diz ele sobre a retirada do seguro obrigatório, que na conta final não surte tanto efeito.

Bernardos alerta para o pagamento antecipado. "Se pagar antecipado, tem que quitar todos os débitos pendentes, não adianta pagar só o licenciamento adiantado e não pagar o IPVA. O IPVA tem 3% de desconto se é pago à vista. Também pode ser parcelado em três vezes, mas sem desconto."

Ele informa que a maioria das pessoas procura o despachante, mas há outras formas de se informar, como o portal do Detran para o licenciamento e a Secretaria da Fazenda para o IPVA.

Para o auxiliar de despachante Cezar Silva, a antecipação do licenciamento é uma boa oferta, mas que não será utilizada pela maioria. "O governo quer que paguem o licenciamento antecipado e o IPVA à vista. Quem quiser pagar o imposto parcelado paga o licenciamento mais caro. Esse desconto poderia funcionar se a gente não estivesse na pandemia, seria vantajoso, mas acredito que ninguém vai conseguir. Financeiramente as pessoas estão prejudicadas", diz.

Silva ainda explica que neste momento as pessoas que vão em busca da quitação dos débitos estão tendo problemas com o sistema do Detran, que deve mudar por conta da migração digital da Autorização para Transferência de Propriedade de Veículo (ATPV), o recibo de compra e venda. "Quem comprou carros neste início de ano não consegue emitir o comprovante de pagamento do licenciamento, mas, pelo que eu li, o Detran tem até amanhã (hoje) para modificar o sistema."

COMO LICENCIAR

No estado de São Paulo, o licenciamento anual é realizado de forma digital. Desta maneira, o motorista não precisa ir mais a uma unidade de atendimento do Detran-SP ou Poupatempo para emissão do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), documento de porte obrigatório que permite a circulação do veículo.

Para licenciar, é preciso informar o número do Renavam e pagar, via internet banking, aplicativo, caixa eletrônico ou em Lotéricas, os débitos do veículo - IPVA, possíveis multas e a taxa de licenciamento.

Um dia após o recebimento, o CRLV ficará disponível para download e impressão no item Licenciamento Digital nos portais do Poupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br), Detran-SP (www.detran.sp.gov.br) e Denatran (portalservicos.denatran.serpro.gov.br), além dos aplicativos Poupatempo Digital, Detran-SP e Carteira Digital de Trânsito - CDT. O motorista poderá salvar o documento no próprio celular ou imprimir na sua casa, em papel sulfite comum.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: