Jundiaí

Mesmo com segunda ‘onda’, Jundiaí mantém cirurgias e atendimentos eletivos


Divulgação
Hospital São Vicente
Crédito: Divulgação

A retomada da crescente nos números de casos covid-19 a partir do mês de novembro, causou impacto em muitas cidades, que tiveram de optar por abrir vagas para os casos de pacientes contaminados pelo vírus Sars-CoV-2 e postergar atendimentos eletivos. Jundiaí, a partir de viabilização da Prefeitura de Jundiaí com hospital particular, garante 19 leitos adicionais para o atendimento de até 190 jundiaienses por mês, com objetivo de evitar o acúmulo de pacientes bem como garantir qualidade no acesso à Saúde pública em demanda geral não-covid-19.

A articulação foi iniciada em novembro para o início do uso da estrutura de leitos e centro cirúrgico do equipamento particular Hospital Santa Elisa para a realização de cirurgias eletivas de média complexidade pelas equipes dos Hospital São Vicente (HSV) se iniciasse em dezembro, com 10 leitos cirúrgicos. A partir da próxima semana, outros nove leitos clínicos entram para oferecer suporte aos pacientes do HSV.

“Garantir a assistência completa para o atendimento à população é foco da gestão. Conseguimos organizar com os serviços disponíveis na cidade a não interrupção de cirurgias eletivas e outras internações mesmo com a crescente do uso dos leitos covid-19 no hospital público referência em atendimento, que é o Hospital São Vicente. A parceria com o Hospital Santa Elisa mantém o acesso à população em um espaço da própria cidade”, explica o prefeito Luiz Fernando Machado.

Ao contrário do que aconteceu na primeira onda – quando houve queda de até 50% na demanda de entrada de internação geral no HSV -, a manutenção dos atendimentos eletivos alcança padrões anteriores à pandemia. De acordo com o superintendente do HSV, Matheus Gomes, os 19 leitos devem receber cerca de 190 pacientes por mês e demandam investimento de R$ 300 mil mensais. “Jundiaí é uma das poucas cidades que buscou alternativas para manter o atendimento completo para a população mesmo com a pandemia em crescimento. Contamos no HSV com leitos exclusivos para covid-19 e atendimento demanda geral de alta complexidade. A parceria com o Hospital Regional e Hospital Santa Elisa para a média complexidade eletiva agrega qualidade e eficiência à população”, destaca.

 


Notícias relevantes: