Jundiaí

Recuperação da "Estaçãozinha" tem sinal verde para acontecer

PATRIMÔNIO O projeto será apresentado para licitação e a obra ficará sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura Urbana (DNIT)


ARQUIVO JJ
Eusébio Santos espera que a revitalização seja concluída este ano
Crédito: ARQUIVO JJ

Aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), projeto de revitalização da antiga Estação Ferroviária de Jundiaí Paulista, conhecida como "Estaçãozinha", está previsto para ser colocado em prática ainda em 2021.

De acordo com Eusébio Santos, presidente do Conselho do Instituto Envelhecer, órgão responsável pelo projeto de revitalização, a expectativa é que o início das obras comecem logo. "Recebemos do Iphan e do Condephaat o sinal verde para caminhar com o projeto que inclui barzinho, restaurante, loja rural, auditório e arena. Apresentaremos o projeto executivo para a licitação e depois torceremos para que a obra seja acelerada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Urbana (DNIT), que é o responsável pela obra", explica.

Ainda segundo Santos, o ideal seria que a população pudesse aproveitar o espaço já no meio do ano. "A data de felicidade seria estar tudo pronto no dia nove de julho, dia do incêndio que afetou boa parte da estrutura. Se fecharmos o ano com um grande evento de inauguração, com show, pessoas próximas, abraços, estaremos muitos felizes. Será um sucesso e uma marca importante para a história de uma cidade com relevante predominância ferroviária."

HISTÓRICO

A antiga estação de Jundiaí sofreu um incêndio no dia 9 de julho de 2018 danificando severamente a sua estrutura. Desde então, moradores da cidade e o Instituto Envelhecer lutam para que o local e sua memória tenha seu valor histórico reconhecido.

Construída em 1898, a Estaçãozinha foi desativada em 1909 e se tornou parte da história da cidade por ligar Jundiaí não só à Capital, como também às demais cidades do interior paulista.

A estrutura é um marco histórico do avanço das estradas de ferro pelo interior de São Paulo. A partir de sua construção, teve início o importante ciclo do café, item responsável por impulsionar a malha ferroviária paulista.

Localizada na avenida União dos Ferroviários, a Estaçãozinha, pertencente ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), tem atualmente como permissionário o Instituto Envelhecer. O acesso é feito pela calçada do Complexo Fepasa ou pela escadaria do Viaduto São João. Também pode-se atravessar com cuidado a avenida União dos Ferroviários na altura das ruas Padroeira, Torres Neves ou Mercadão.

Apesar de não ser responsável pelo local, a Prefeitura de Jundiaí, através da Unidade de Gestão de Cultura (UGC) informa que acompanha os projetos de recuperação do prédio por parte do Instituto, do órgão nacional e também da empresa Rumo, concessionária da linha férrea na região onde o imóvel se encontra.

Tão logo finalizados, tais projetos serão submetidos à análise do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac) para aprovação.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: