Jundiaí

Aulas em Jundiaí retornam dia 1º de fevereiro

Aglomeração Urbana de Jundiaí retomará de acordo com a realidade dos municípios


ARQUIVO JJ
Na rede municipal de ensino no AUJ, as aulas permanecem suspensas
Crédito: ARQUIVO JJ

As estratégias, protocolos e práticas que serão adotadas em Jundiaí para retorno das crianças de forma gradual às unidades escolares, em formato híbrido e com priorização de atividades ao ar livre – pelo Plano de Volta à Aulas, foram apresentadas aos demais municípios da Aglomeração Urbana de Jundiaí, durante reunião virtual, na manhã deste sábado (16).

O plano jundiaiense, elaborado pelos técnicos da Prefeitura de Jundiaí das Unidades de Gestão de Educação, Promoção da Saúde e de Governo e Finanças foi aprovado pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), que validou os protocolos sanitários a serem adotados para segurança dos profissionais e alunos. O plano foi apresentado para os prefeitos e gestores da educação da região, com o objetivo de contribuir na estruturação da retomada das atividades conforme a realidade de cada município.

O prefeito de Jundiaí e presidente da AUJ, Luiz Fernando Machado, destacou a importância da retomada consciente e segura. “Jundiaí conta com o Mundo das Crianças, um projeto que engloba Educação, Cultura, Esporte e Preservação Ambiental num mesmo local em meio à natureza. Os espaços ao ar livre, nesse período de pandemia, ganharam ainda mais importância no cenário de desenvolvimento de atividades educacionais e nada melhor que iniciar o ano letivo fora das salas de aula”, ressaltou o prefeito Luiz Fernando Machado.

“Temos fluxos definidos e protocolos determinados que resguardam educadores e crianças neste período, que será de adaptação, sempre prezando pela não aglomeração e cuidados sanitários. Precisamos prezar pelas crianças em vulnerabilidade, que estão mais seguras em ambiente escolar”, ressaltou o gestor de Jundiaí.

O Plano desenvolvido por técnicos leva em consideração a necessidade do distanciamento, higienização, sanitização e com foco em práticas ao ar livre. “Vamos integrar as crianças ao que já existe no seu bairro ou região, valorizando os ambientes, provando que promover educação, saúde, esporte e cultura acontecem em todo lugar. A retomada será na primeira semana de fevereiro, iniciando pelos 5º anos, e com avaliação semanal”, ressalta a gestora da UG Educação, Vastí Ferrari Marques, que ainda destaca os protocolos de segurança com o uso de equipamento de proteção descartável pelos educados, dispensação de álcool em gel, sabonete líquido, toalhas de papel e lençóis descartáveis já foram adquiridos para retomada, que será feita a partir de 1º de fevereiro, de forma escalonada, turmas reduzidas e atividades híbridas. Os pais que preferirem manter os filhos no ensino remoto terão a garantia da continuidade do atendimento.

De acordo com o gestor da UGPS, Tiago Texera, a segurança estabelecida com os protocolos e fluxos determinados proporcionam tranquilidade para os pais que optarem pela retomada dos filhos em sala de aula. “Não há apontamento de maior contaminação ou impacto causado com as atividades realizadas presencialmente pelos 1,5 mil estudantes de Jundiaí, no ano passado. O cuidado da aferição da temperatura, a higienização das mãos, uso de máscaras e as determinações dos espaços específicos para cada atividade bem como os fluxos estabelecidos em caso de identificação de caso suspeito com a Unidade Básica de Saúde de referência são detalhados e precisos”, argumentou.

Além dos prefeitos de Várzea Paulista, Professor Rodolfo; de Itupeva, Marcão Marchi; de Jarinu, Débora Prado; de Louveira, Estanislau Steck e a vice-prefeita de Cabreúva, Noemi Medeiros Bernardes; participaram os secretários de Educação de Campo Limpo Paulista, Vinícius Passarin; de Louveira, Maria Luciene Fellipe de Paula; de Várzea Paulista, Magali Souza; de Itupeva, Fábio Andrade; de Jarinu, Cristiane Buzzo e de Cabreúva, Maria Zilda Cesarotto.

Durante o encontro, as cidades apresentaram as realidades e as possibilidades da retomada. Com exceção de Cabreúva e Jarinu, que retornarão com a educação remota, as demais seguirão o mesmo caminho de Jundiaí com a Educação híbrida, com atividades presenciais – seguindo os protocolos sanitários – e atividades via plataformas diversas. “Campo Limpo Paulista está alinhada com o caminho que Jundiaí segue. A retomada será híbrida e gradual”, comentou o secretário Vinícius Passarin.

O prefeito Estanislau Steck, assim como a prefeita de Jarinu, Débora Prado, agradeceram a participação e a possibilidade de troca de experiências. “Jundiaí é um exemplo que será seguido por nós, por estar passos a nossa frente”, comentou a prefeita.

O secretário de Itupeva, Fábio Andrade, explicou que a cidade também segue o retorno gradual. “Temos um grande desafio pela frente, pois não é um retorno de férias. O acolhimento de profissionais e crianças será diferenciado”, argumentou.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: