Jundiaí

Com a aprovação da Anvisa, prefeito se manifesta sobre vacinação em Jundiaí

Jundiaí aguarda apenas a liberação das doses para o início da vacinação na cidade


DANIEL TEGON POLLI
As câmaras frias já estão preparadas para o recebimento das vacinas
Crédito: DANIEL TEGON POLLI

Ao término da reunião na sede da Anvisa, em Brasília, e com a definição sobre a liberação para uso emergencial das doses das vacinas CoronaVac e AstraZeneca, Jundiaí aguarda apenas a liberação das doses para o início da vacinação na cidade. O prefeito Luiz Fernando Machado se manifestou nas redes sociais sobre o impacto positivo da medida e lembrou da necessidade da imunização de todo o público prioritário para que o embate conta o vírus Sars-CoV-2 tenha efetividade com a proximidade da imunidade de rebanho.

“Em um momento tão desafiador ganhamos ânimo novo com a aprovação da CoronaVac e AstraZeneca. Em Jundiaí, já acertamos os equipamentos de refrigeração, os insumos e os profissionais para que, tão logo recebamos os imunizantes, iniciemos a vacinação para os grupos prioritários”, ressalta o prefeito, lembrando que tem a expectativa de que a liberação aconteça em quantitativo suficiente para a imunização de todos os públicos prioritários desta fase, ou seja, trabalhadores em saúde e idosos acima de 60 anos, conforme escalas determinadas.

Para a imunização dessa população, segundo estimativas da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), serão necessárias cerca de 80 mil doses para a primeira dose. “O consenso é de que a imunização só é efetiva se a maior parte da população se vacinar. Mas, como sou um otimista, a mesma esperança que a vacina acalenta de vencermos a pandemia se mantém de protegermos, sem exceção, os grupos prioritários, para esmagar a curva de contaminação”, destaca o prefeito.

Segundo o gestor da UGPS, Tiago Texera, assim que as doses sejam liberadas, as equipes farão a retirada e iniciarão imediatamente as imunizações. “Temos toda a logística adequada para a imunização, com equipes montadas, estrutura completa e insumos necessários. Aguardamos somente a liberação e a quantidade – que determinará o número de postos estratégicos – para o início das imunizações”, ressalta.

Jundiaí investiu cerca de R$ 500 mil na aquisição de novas câmaras frias para armazenagem de imunizantes. Além disso, ao longo dos últimos anos, R$ 14 milhões foram investidos na melhoria da rede de Atenção Básica e reforço nos quadros de pessoal. “Estamos com a estrutura pronta, apenas no aguardo das doses”, salienta o gestor.


Notícias relevantes: