Jundiaí

Estoques de sangue e de leite no limite

São feitas campanhas e pedidos para a comunidade para conseguir atender ao públicos que necessitam das doações


ARQUIVO JJ
Atualmente 20 bebês estão internados no HU precisando de leite
Crédito: ARQUIVO JJ

O estoque de sangue e de leite materno em Jundiaí está no limite devido a grande demanda do período e a baixa adesão de doadores, por isso as duas unidades têm feito campanhas e pedidos para a comunidade para conseguir atender ao públicos que necessitam das doações.

Segundo a gerente da Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan), Áurea Denigres, de 52 anos, confirma a queda nas doações de sangue durante todo o ano de 2020 e início de 2021 e a pandemia foi um dos motivos.

"Apesar de manter uma campanha insistente sobre a importância de manter as doações durante este período, são poucas as pessoas alcançadas que atendem ao apelo da Colsan. Por conta da ausência de doadores espontâneos, para suprir as nossas necessidades a alternativa tem sido pedir para os familiares das vítimas fazerem as doações", conta a gerente.

O Ministério da Saúde estima que o medo da doença possa ter causado queda de 15% a 20% no total de doações de sangue, em relação a 2019. Pessoas que contraíram o vírus da covid-19 devem aguardar 30 dias após a melhora total dos sintomas.

LEITE MATERNO

O Banco de Leite de Jundiaí também está com estoque baixo em 60%, necessitando de doações. Por enquanto, 20 bebês internados no Hospital Universitário (HU) ainda estão sendo mantidos com o leite armazenado.

Para as mães interessadas em doar, é preciso apenas entrar em contato com a unidade da cidade. O contato pode ser feito por meio do telefone 08000-17-81-55. É necessário realizar uma entrevista com uma das enfermeiras e será verificada a quantidade de leite materno da mulher. Isso acontece para que a doação seja garantida, sem prejudicar a mãe ou a amamentação do próprio bebê.

Caso a mãe esteja apta para a doação, a enfermeira irá até a casa da doadora para a ensinar como efetuar a retirada do leite, além de levar também um pote higienizado para o armazenamento. Após a mãe realizar a coleta, as próprias enfermeiras irão buscar a doação em domicílio.

Podem participar deste processo as doadoras que moram em Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista e Itupeva.

(Giovana Viveiros)

 


Notícias relevantes: