Jundiaí

Prefeitura inicia levantamento de prevenção das arboviroses


DIVULGAÇÃO
Os técnicos vistoriam os quintais das residências e avaliam a situação
Crédito: DIVULGAÇÃO

Duas vezes por ano, geralmente nos meses de fevereiro e outubro, a Prefeitura de Jundiaí, através da Vigilância em Saúde Ambiental (VISAM), órgão da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), realiza a avaliação de densidade larvária, o qual fornece vários índices, um deles é o Índice de Breteau, que tem como objetivo avaliar a infestação do mosquito Aedes aegypti e o risco do município ter grande número de casos das arboviroses.

A partir de uma amostragem de 4,8 mil imóveis a cidade é mapeada e trabalhada. Os resultados são analisados e as áreas de maior risco são identificadas para ações de prevenção e controle do mosquito transmissor das arboviroses, dengue, zika e chikungunya.

No ano de 2020 esse levantamento foi realizado apenas no mês de fevereiro e suspenso em outubro por conta da pandemia do Novo Coronavírus. Neste ano, o levantamento deve cumprir o calendário municipal e tem início na próxima quarta-feira (17/02). O trabalho é realizado por quatro equipes de cinco integrantes entre Agentes Comunitários de Saúde, e os Agentes de Zoonoses, que irão percorrer o município.

O trabalho dos técnicos é vistoriar os quintais das residências e avaliar a situação dos recipientes e o risco de ser criadouro para o Aedes aegypti. No caso de encontrar possíveis criadouros, irá verificar a presença de água e, na presença de larvas, irá coletar as amostras para a análise. No levantamento do ano passado, no mesmo período, o Índice de Breteau foi aferido em 1,7.

De acordo com avaliações de anos anteriores, 80% dos criadouros dos mosquitos transmissores de dengue, chikungunya, zika e febre amarela são localizados nas residências em pratos que ficam nos vasos de plantas, garrafas plásticas, caixas d’água entre outros. “Durante o trabalho as orientações sobre os cuidados com o ambiente são repassadas, no sentido de conscientizar as pessoas sobre a responsabilidade de cada um no controle das arboviroses. É importante destacar que nossas equipes seguem todos os protocolos de prevenção da COVID-19”, explica a biomédica da VISAM, Ana Lúcia Castro.

“Os agentes estarão com crachá, uniforme e carro da Prefeitura. A VISAM coloca o telefone 4521-0660 à disposição para o esclarecimento de dúvidas. É muito importante receber o agente neste momento. Assim poderemos realizar as estratégias preventivas com mais eficácia”, alerta a especialista.

Para evitar a proliferação dos mosquitos é fundamental que as pessoas façam a vistoria nos quintais, eliminem qualquer objeto que possa acumular água e servir de criadouro para o Aedes aegypti.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: