Jundiaí

Nos 56 anos do JJ, novas vozes irão contribuir com página de Opinião

REFLEXÃO Novos líderes, como empreendedores, empresários, psicanalista, médico, jornalista e crítico de cinema irão trazer suas ideias para o futuro


ALEXANDRE MARTINS
ELISA
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Nos 56 anos do JJ, a página de Opinião recebeu uma nova diagramação, com maior espaço para os textos de nossos articulistas, e ganhou novos colaboradores, que trarão uma visão múltipla dos acontecimentos. Chegam à família JJ, o empresário Vandermir Francesconi Júnior, primeiro diretor-secretário da Fiesp e Ciesp; a engenheira, especialista em system thinking e teorias de inovação pelo MIT, Elisa Carlos; a psicanalista Ana Cláudia Fossen; o jornalista, mestrando pela USP, Felipe Schadt, o médico acupunturista e osteopata Alexandre Martin e o crítico de cinema, Rafael Amaral.

A diretora-presidente do Grupo JJ, Sueli Muzaiel, afirma que o jornal mantém seu espaço democrático aberto. "Cumprimos nossa função social de dar voz aos diferentes segmentos da sociedade, trazendo assuntos que são pertinentes ao momento que estamos passando, buscando soluções conjuntas e reflexões."

Além de aumentar a diversidade de opiniões, a página receberá destaques, em formato de QRcodes, para notícias relevantes que foram publicadas no Portal JJ durante o dia. "O leitor terá com um toque de tela toda a integração de nossos canais", afirma o vice-presidente do Grupo JJ, Tobias Muzaiel Jr.

Segundo a editora-chefe, Ariadne Gattolini, os novos colunistas representam uma voz reflexiva diante dos novos desafios impostos pelo coronavírus. "Escolhidos a dedo, nossos colunistas estão atualizados sobre esse momento desafiador e vão buscar soluções conjuntas, dialogando com o leitor, para que a sociedade democrática seja fortalecida e novas perspectivas floresçam."

Continuam conosco, em contribuição permanente, o presidente da Academia Paulista de Letras, José Renato Nalini, o coordenador da Defensoria Pública, Fábio Sorge, o advogado e secretário de Louveira, Marcelo Sousa, a psicanalista Margareth Arilha, o economista Messias Mercadante, o professor de Literatura Fernando Bandini, a coordenadora da Casa da Fonte, Cristina Castilho, o advogado Guaraci Alvarenga.

Para defender a causa negra, o advogado Eginaldo Honório, o professor de teatro, Wagner Nacarato, a educadora física e holística, Liciana Rossi, o arquiteto Eduardo Carlos Pereira, o bispo Dom Vicente Costa, o teólogo, administrador e publicitário pastor Daniel Antonio, o médico espírita Eduardo Battel, a monja budista Kelsang Gen Chime e o ex-prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: