Jundiaí

Segunda dose para idosos e profissionais de Saúde terá agendamento

O município aguarda a liberação, por parte do Estado e da União, das segundas doses (D2) dos idosos com 90 anos ou mais e dos profissionais de Saúde


@pedroamora
Aplicação da segunda dose tem prazos específicos conforme a primeira dose aplicada
Crédito: @pedroamora

A vacinação em Jundiaí conta, atualmente, com as vacinas Coronavac/Butantan e Oxford/AstraZeneca, e cada uma tem um período diferente para a recepção da segunda dose. O município aguarda a liberação, por parte do Estado e da União, das segundas doses (D2) dos idosos com 90 anos ou mais e dos profissionais de Saúde. De acordo com o Plano Estadual de Imunização (PEI), as respectivas vacinas serão recebidas nos prazos de 28 dias ou 12 semanas, respectivamente.

Jundiaí conta com 3.400 profissionais da Saúde que receberam a primeira dose de Coronavac e que terão o prazo de até 28 dias – iniciado a partir de 4 de março – para a vacinação. Outras 2.100 doses de Coronavac foram aplicadas em idosos com 90 anos ou mais, e essas têm prazo para a D2 de até 28 dias, a contar a partir de 8 de março. Os que receberam a dose da Oxford/AstraZeneca receberão a partir de abril.

“O Estado de São Paulo ficou responsável pela armazenagem e distribuição das doses de vacinas, inclusive a segunda dose. Aos municípios cabe a aplicação, conforme a determinação dos públicos, também indicado pelo PEI. Jundiaí tem a expectativa de os prazos anunciados pelo Estado sejam cumpridos para que os usuários tenham a sua vacinação feita nos prazos determinados pelos laboratórios fabricantes”, comenta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) Tiago Texera.

Agendamento
Para facilitar o acesso da população à chamada ‘D2’ (segunda dose), assim que houver a sinalização da entrega das grades, será aberto sistema de agendamento pelo portal da Prefeitura de Jundiaí e APP para aqueles que podem ir até o drive, ou pela Central de Agendamento de Consultas (CAC), para quem é acamado ou com mobilidade reduzida.

“É importante que as pessoas guardem o comprovante da recepção da primeira dose para que busque pelo agendamento nos prazos corretos de cada vacina”, ressalta o gestor.


Notícias relevantes: