Jundiaí

Cursos virtuais se apresentam como opção para a quarentena

LAZER Para aqueles que se encontram parados na pandemia, cursos on-line mostram saídas para profissionais e populares que querem passar o tempo


 ALEXANDRE MARTINS
Maria Luiza Martins Costa explora gostos e saberes antigos nos cursos
Crédito: ALEXANDRE MARTINS

Neste período de isolamento social, em que as pessoas foram 'obrigadas' a ficar em casa, cursos virtuais podem se tornar uma boa opção como forma de passar o tempo, conhecer outras visões de mundo e se reconectarem com a vida. Em muitos casos, mais do que agregar conhecimentos, os cursos ajudam a complementar o currículo e fazer com que os profissionais tenham uma outra opção de trabalho.

A aposentada Maria Luiza Martins Costa, de 70 anos, por vários anos fez diversos cursos no Centro de Educação, Cultura e Lazer para a Maturidade (CELMI), mas atualmente resolveu optar pelo inglês, cinema e clube do livro. "Faço esses cursos virtualmente e não tive problemas em acessá-los", conta.

Para a aposentada, os cursos são para conhecimento próprio, além de explorar gostos e saberes antigos. "Desde menina sou fã dos filmes de"bang-bang" e é uma delícia viajar por grandes diretores. Quando fizemos o neorrealismo do cinema italiano, revi Visconti e Bergman, filmes que havia visto quando jovem, mas agora sob o olhar da maturidade. O cinema não é só um filme, ele expande para outros conhecimentos, hoje por exemplo, estamos assistindo e conhecendo o jazz através dos filmes", afirma.

CONHECIMENTO

Há sete anos, Márcia Maria da Graça Ferro, de 69 anos, começou a fazer cursos presenciais para explorar seus conhecimentos e ocupar seu tempo de forma que agregue sua vida. Os cursos, segundo ela mesma define, são uma boa maneira de se relacionar e socializar com novas pessoas, trocando saberes e experiências.

"No início, eu e meu marido íamos juntos e fazíamos os mesmos cursos, mas então resolvemos mudar. Ele começou a fazer os cursos que ele gostava e eu, aqueles que me agradavam, assim aumentamos o leque de amizades, alegrando ainda mais o nosso cotidiano", comenta.

Márcia procurou pelos cursos após seus filhos saírem de casa, antes como hobbys, mas hoje já virou parte de suas prioridades. Atualmente, durante a pandemia, está fazendo o curso de história da arte de modo virtual. "Estamos aprendendo sobre a Grécia Antiga e estou gostando muito", diz.

O professor e escritor Douglas Tufano oferece cursos de História da Arte para um público bem variado, percorrendo diversas faixas etárias e há 20 anos realiza cursos para adultos. "Eles procuram esses cursos para alargar seus horizontes, isto é, agora que estão mais maduros, são capazes de compreender melhor certos temas culturais e a importância da arte e da filosofia", afirma.

Em suas aulas, Tufano realiza passeios virtuais por cidades importantes da história da arte, como Paris, Roma, Florença e Londres, para conhecer seus museus e monumentos mais importantes. "Em um tempo de isolamento pelo qual estamos vivendo, essas viagens são muito atraentes, não só para passar o tempo, mas para enriquecer a visão de mundo e termos uma reflexão sobre a vida e sobre os valores sociais", conta.

A aposentada Maria Regina Martins, de 64 anos, já realizou diversos cursos nos últimos anos, tais como a História da Arte, História da Civilização, Espiritualidade, História do Amor, Filosofia, Geopolítica Política Brasileira, Culinária, Musicoterapia, Consciência Postural e entre outros. "Os cursos trouxeram mais conhecimento para mim, e conhecimento nunca é demais, além disso, mesmo agora em que são virtuais, trazem agradáveis oportunidades de sociabilização e novos relacionamentos", comenta.

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: