Jundiaí

Obras da DAE na Mata Ciliar geram discussão

A ONG alega que a fauna e a flora da região serão afetadas e que as obras serão prejudiciais aos animais ali presentes


MATA CILIAR ANIMAIS
Crédito: Reprodução/Internet

A ONG Associação Mata Ciliar, Jundiaí, fez hoje (3) uma postagem em que pede ajuda contra as obras que a DAE-Jundiaí iniciou para a implantação de uma linha de esgoto entre uma área verde localizada no terreno onde fica a associação e o clube Uirapuru. A ONG alega que a fauna e a flora da região serão afetadas e que as obras serão prejudiciais aos animais ali presentes, que terão de buscar outros lugares.

Em resposta, a DAE-Jundiaí emitiu uma nota dizendo que, com o objetivo de alcançar a universalização do saneamento, tiveram início as obras de implantação de um interceptor de esgoto no Jardim Aeroporto, bairro também conhecido como “Casinha Branca”.

"Serão executados 2.890 metros de extensão de rede, no trecho entre a Associação Mata Ciliar (área pertencente ao Governo do Estado) e o clube Uirapuru, ao longo do córrego, em uma faixa de cinco metros. A implantação vai beneficiar cerca de 600 moradores da região, além da Mata Ciliar, clube Uirapuru e Escola Técnica Benedito Storani, que hoje utilizam fossas.

As obras contam com licenciamento ambiental da Cetesb, por meio do Processo nº 000003601233/2020 e da Autorização nº 0000008661/2021, emitida em 26 de janeiro de 2021, Decreto de Utilidade Pública assinado pelo Governo do Estado (nº 65.305, de 25 de novembro de 2020) e um Termo de Autorização de Uso, firmado com a Procuradoria Geral do Estado, por meio da Consultoria Jurídica da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento. Além disso, foi definido um Termo de Responsabilidade de Preservação de Reserva Legal (nº 0000003874/2021), que determina que a mata retirada seja alvo de uma compensação ambiental, a ser realizada na área da Serra do Japi. As informações estão expressas em placa instalada no local.

O tema é de conhecimento dos moradores e da equipe da Mata Ciliar, com quem a DAE mantém tratativas há mais de um ano. Além disso, em 8 de fevereiro de 2021, a equipe da Associação participou de uma reunião sobre o assunto, com a Prefeitura, a DAE e o deputado estadual Alexandre Pereira.
Dentro da área da Mata Ciliar, o prazo de execução é de 60 dias. A previsão é de que a obra seja concluída em sua totalidade em até seis meses."


Notícias relevantes: