Jundiaí

Filmes e livros se tornam alternativas inteligentes

Isolamento serviu para ler, assistir mais filmes ou colocar as séries em dia


ARQUIVO PESSOAL
giovana
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Neste ritmo de quarentena, o isolamento serviu para ler, assistir mais filmes ou colocar as séries em dia. De filmes românticos a livros para refletir sobre a vida, vale tudo para se distrair, ocupar a mente e agregar conhecimento.

Aos 18 anos, Karen Ribeiro de Jesus diz que não abre mão de assistir a filmes e séries. Na quarentena, o que mais tem feito é assistir a filmes quando sobra tempo.

"Para mim, assistir esse conteúdo leve é indispensável. Quando assisto, me desligo do mundo, como se os meus problemas sumissem. Acho que é uma ótima alternativa em meio a tantas notícias tristes e ruins", diz.

FILMES

O jornalista e crítico de cinema Rafael Amaral, de 38 anos, indica algumas produções mais sentimentais e românticas para o período.

"O filme Trama Fantasma, dirigido por Paul Thomas Anderson, não é uma história de amor convencional. Em cena, um famoso estilista encontra sua musa e passa a viver com ela, e os amantes ficam dependentes um do outro. É uma pérola que merece ser vista por todos."

"Outro filme interessante é o vencedor do Oscar 'Entre Dois Amores'. "A produção é sobre o período em que a escritora Karen Blixen (Meryl Streep) viveu na África e se apaixonou por um caçador (Robert Redford). A trilha sonora é um show à parte", diz Amaral.

LITERATURA

Para quem não dispensa uma boa leitura, a professora Giovanna Bertonha, de 25 anos, indica alguns livros que merecem atenção. "A obra 'Anne de Green Gables', de Lucy Maud Montgomery, é uma narrativa encantadora que acompanha a chegada da jovem Anne à casa de sua família adotiva. Entretanto, a menina descobre que eles queriam um menino para ajudar nos cuidados com a propriedade. Também é uma história que nos ajuda a pensar em como deixamos de enxergar a beleza da simplicidade, do companheirismo e das diferenças", diz.

Já o livro "Charlotte Street", de Danny Wallace, é um achado. No enredo, Jason Priestley se apaixona por uma garota que acabou de ver. "Tudo o que ele tem para encontrar a tal moça é uma câmera descartável, que ela acabou esquecendo com ele em um táxi. É uma história que nos brinda com reflexões suaves sobre a vida", conta Giovanna.(Giovana Viveiros)

 


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: