Jundiaí

Autora jundiaiense lança livro de poesias e auxilia novos poetas

O "Poesias e Fantasias" tem como temática central o amor, especialmente o romântico


ARQUIVO PESSOAL
Rosemary Giarolla conta que o tema central de seu livro de poesias é o romantismo
Crédito: ARQUIVO PESSOAL

Com o objetivo de emocionar e agradar leitores amantes de poesias, a jundiaiense Rosemary Giarolla lança seu primeiro livro em parceria com a Editora Liberum. Além do lançamento, a jundiaiense comemora o trabalho de ajuda a novos escritores, em especial africanos.

Ao criar sua própria editora, há cerca de um ano, ela decidiu olhar para autores que não tinham muito espaço para publicar seus textos. "É muito caro fazer um livro e hoje em dia nenhuma editora banca os autores, a não ser que seja grande e o autor muito famoso. Meu principal objetivo com a criação da editora é ajudar esses novos autores a terem visibilidade, pois cobro um valor muito justo para que eles consigam realizar o sonho", afirma.

A autora inclusive já auxiliou o trabalho de autores africanos. "Através do Facebook encontrei muitos poetas, principalmente de Angola. Conversávamos pela rede, pois eles tinham muita vontade de publicar as poesias. Só que na África é muito caro publicar um livro e dependendo da região e do conteúdo do texto, o governo não autoriza a publicação", relata.

PRIMEIRO LIVRO

O livro "Poesias & Fantasias" une 80 poemas carregados de emoções e demonstrando os sentimentos da autora. "Escrevo desde muito jovem e já tenho cerca de três mil poesias prontas. Há cinco anos eu decidi que iria fazer meu livro sozinha, de maneira artesanal em meu computador. Na época vendi entre amigos e parentes. Depois surgiu o convite de um amigo para publicá-lo pela editora e em seis meses ela já estava pronto", conta.

A inspiração veio pelo gosto pelo romantismo e pela busca da identificação dos leitores. "Eu escrevo de tudo. Poesia romântica, erótica e gótica. Dentre elas, selecionei as que se encaixavam na temática central do livro, que é o romantismo. Queria um livro naquele modelo antigo, quando os namorados escreviam poesias para as namoradas, demonstrando todo o amor que sentiam", afirma.

Rosemary conta que dentre as 80 poesias, a primeira do livro, Rose Rosa, é sua preferida. "Ela até já ganhou um prêmio de melhor poesia em um sarau. Ela fala um pouco sobre mim, da solidão que sentia desde menina e do medo que sentia de envelhecer e morrer. A poesia tem muitos sentimentos meus", revela.

O trabalho pode ser conhecido pelo Facebook Rose Giar ou instagram @rosegiar.

(Mariana Checoni)

 


Notícias relevantes: