Jundiaí

Educação terá plataforma de ensino a distância


DIVULGAÇÃO
Maria Luciane Felipe de Paula afirma que professores terão capacitação
Crédito: DIVULGAÇÃO

A Prefeitura de Louveira está finalizando a contratação de empresa especializada para disponibilizar uma plataforma digital de educação a distância para os alunos da rede municipal de ensino em meio à pandemia do coronavírus. O objetivo é oferecer acesso a aulas reais pela internet já a partir de março.

A demanda por aulas reais é um dos principais gargalos da educação na cidade desde o ano passado. O formato de aulas pelo WhatsApp implementado desagradou as famílias dos alunos e gerou críticas pela distância dos métodos tradicionais.

O processo de contratação de uma empresa capacitada a oferecer esse serviço está colocado como prioridade pela atual administração e sua viabilização foi uma determinação direta do prefeito, Estanislau Steck (PSD).

"Oferecer uma boa educação é uma obrigação da prefeitura e é fundamental para o crescimento e desenvolvimento de nossas crianças e de nossa cidade como um todo. É uma prioridade do nosso governo e estamos tratando esse assunto dessa forma desde primeiro dia", disse o prefeito.

O processo foi aberto nos primeiros dias de janeiro e finalizado no dia 25 de janeiro em um pregão presencial. A empresa Foccus Educação e Tecnologia, que tem sede em Jundiaí, foi a vencedora. A Foccus tem experiência reconhecida em sistemas de educação a distância.

A plataforma, chamada de Plataforma de Ensino a Distância para Alunos e Educadores, é uma alternativa da prefeitura para oferecer ensino de qualidade aos estudantes da rede municipal de Louveira neste momento em que as aulas presenciais estão suspensas.

Havia uma expectativa de que as aulas nas salas fossem retomadas no começo de março, mas o novo aumento dos casos de covid-19 forçou a Secretaria de Educação a suspender esse retorno sem uma data fixada para a retomada.

A Secretaria de Educação está capacitando os professores, com treinamento on-line, e vai entregar login e senha de acesso a todos os alunos e professores.

A plataforma vai transportar para o mundo digital todas as salas de aula que existem nas escolas da cidade. Com isso, vai permitir que os estudantes tenham acesso a aulas reais, dadas pelos seus próprios professores, sem que tenham que sair de suas casas.

Nas aulas, será possível aos alunos interagirem com os professores, fazerem perguntas e até ouvir comentários dos colegas de sala dentro do ambiente virtual.

O sistema é semelhante aos que têm sido usados em larga escala para comunicação por vídeo nesses tempos da pandemia, como o Zoom, e se parece com o Google For Education, plataforma do Google que é voltada para a educação.

Serão oferecidas aulas ao vivo e também gravadas e todo o conteúdo ficará disponível para acesso por 30 dias depois da postagem.

O acesso dos alunos será simplificado, com uma interface de fácil entendimento. Esse acesso poderá ser feito a partir de computadores de mesa, notebooks, tablets e até telefones celulares.

Os professores e funcionários da Educação que tenham ligação com a oferta de conteúdo nas salas de aula vão receber treinamento e capacitação da empresa para produção das aulas digitais. Essa capacitação já começa assim que o contrato for homologado.

Para as famílias que não têm acesso à internet, a Secretaria de Educação vai continuar entregando as atividades nas escolas. A Secretaria de Educação trabalha também para encontrar uma solução para casos como esses, de famílias que têm dificuldade de acesso à internet. A expectativa é de divulgar essa solução nos próximos dias.


Notícias relevantes: